DestaqueEstado

REGIÃO. Valdeci cobra ações emergenciais para a RSC-287. E integra novo colegiado formado na AL

Deputado passa a compor na Frente pró-Crédito Emergencial na Agricultura

Valdeci e a RSC 287: não esperar o final do processo de privatização para resolver os problemas (foto Gustavo Mansur/Palácio Piratini)

Distribuído pela Assessoria de Imprensa do Parlamentar

O verdadeiro caos em termos de infraestrutura viária em que se encontram diversos trechos da RSC 287, principalmente entre Santa Maria e Paraíso do Sul, levou o deputado Valdeci Oliveira a novamente trazer o tema à Comissão de Assuntos Municipais (CAM) da Assembleia Legislativa. Na reunião ordinária do colegiado desta terça-feira, 15, Valdeci protestou e pediu, em nome da CAM, que o governo estadual, por meio do DAER, realize uma ação imediata nos pontos de maior gravidade da estrada.

“Apesar da rodovia estar em processo de privatização, não dá para esperar a finalização de todo o trâmite para que seja resolvida a situação caótica que se encontra o trajeto entre Santa Maria e Paraíso do Sul. Os problemas e acidentes são recorrentes, e o local está praticamente intransitável”, criticou o parlamentar.

Segundo Valdeci, a rodovia, fundamental para toda a região Central do estado, apresenta rápido desgaste nos locais onde anteriormente foram realizadas as chamadas operações tapa-buracos. “Um serviço mal feito. A primeira garoa levou tudo embora. E preocupa o fato de as pessoas se iludirem, pois, não sabendo da situação, trafegam na velocidade permitida na via e acabam tendo problemas sérios. Além dos acidentes, que é o resultado mais grave,  a quantidade de carros estragados ao longo da rodovia é algo impressionante”, pontuou o deputado.

Outro aspecto levantado por Valdeci disse respeito à emergência da situação, que não pode esperar pelos trâmites burocráticos para que se tenha alguma resposta. “A empresa concessionária só deverá assumir (a rodovia) a partir de julho. Ou seja, até que algo concreto seja planejado e executado vai um tempo ainda longo. Só que algo precisa ser feito já pelo governo, pelo menos nos trechos mais danificados. Estamos entrando no período do inverno, das chuvas, o que levará a situação ficar ainda mais precária”, cobrou o parlamentar, lembrando que até mesmo o acostamento da rodovia está comprometido.

AGRICULTURA – O deputado Valdeci Oliveira passa a integrar a Frente em Defesa do Crédito Emergencial para a Agricultura. Como forma de organizar ações políticas e aglutinar demais atores em torno do tema, o novo colegiado no parlamento gaúcho foi lançada oficialmente na manhã desta terça-feira, 15.

 O ato, realizado de forma mista – com participação presencial e remota – contou com representantes de diversas entidades vinculadas ao campo e à segurança alimentar em apoio ao projeto de lei 115/2021, formatado pela Bancada do PT em articulação com os movimentos sociais. O projeto prevê a destinação de R$ 50 milhões em crédito emergencial em socorro ao setor.

“A redução drástica de políticas públicas de fomento por parte dos governos estadual e federal, a estiagem e a pandemia se transformaram num somatório que agravaram ainda mais uma situação que nunca foi confortável. E esse projeto busca justamente minimizar os efeitos negativos vividos pela agricultura familiar, como também apoiar esse setor que é o responsável por quase tudo o que consumimos”, avalia Valdeci Oliveira, que assinou o requerimento de criação do colegiado.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo