Segurança

SÃO SEPÉ. Polícia Civil prende homem, 49 anos, em flagrante, por tráfico ilícito de entorpecentes

Polícia Civil encontrou drogas e caderno de contabilidade na casa do suspeito

Por 3ª Delegacia de Polícia Regional do Interior

Maconha e cocaína foram encontradas na residência do homem, de 49 anos. Foto Brigada Militar

Nesta sexta-feira (24), a Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de São Sepé, cumpriu Mandado de Busca e Apreensão (MBA) na residência de um indivíduo de 49 anos, em decorrência de investigação em andamento relacionada ao tráfico ilícito de drogas no município de São Sepé.

Ao cumprimento do referido MBA antecedeu-se campana policial, sendo visualizado e abordado um usuário saindo da residência do indivíduo com duas porções de cocaína.

No interior da residência, localizada na rua Paulo Londero, Bairro Londero, em São Sepé, foram encontradas maconha, cocaína, caderno com anotações da contabilidade do tráfico, dinheiro e celulares.

O homem preso foi recolhido ao Sistema Prisional no Presídio Estadual de São Sepé.

A ação foi coordenada pela delegada Carla Dolores Castro de Almeida, titular da DP São Sepé e contou com o apoio do Serviço de Inteligência Policial e Análise Criminal da 3ªDPRI / Santa Maria.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo