DestaqueUFSM

EDUCAÇÃO. Conselho da UFSM aprova resolução da Política de igualdade de Gênero na instituição

Objetivo é a promoção da igualdade de gênero na Universidade

Por Assessoria de Imprensa da UFSM

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSM aprovou na sexta-feira (22) a minuta da resolução que disciplinará a Política de Igualdade de Gênero da universidade. Resultado de um amplo trabalho que mobilizou diferentes atores da instituição, nos quatro campi da UFSM, o objetivo da política é a promoção da igualdade de gênero em todas as instâncias institucionais, no fomento de ações de educação e de respeito ao ser humano. Uma vez estabelecida, a política irá permear todas as relações interpessoais na UFSM, incidindo sobre a relação da universidade com seu público nas atividades e projetos de ensino, pesquisa, extensão e gestão.

A política será pautada pela promoção da igualdade de gênero, pelo enfrentamento e responsabilização em casos de violência e pela assistência à vítimas de assédio (moral e sexual) e de violência. Duas ações estão previstas na implementação da política: a criação do Comitê de Igualdade de Gênero (CIG) e do Espaço Multiprofissional “Casa Frida Kahlo (CFK)”, ambos vinculados ao Observatório de Direitos Humanos.

O Comitê será formado por docentes que integrem projetos, grupos e núcleos de ensino, pesquisa e extensão voltados a conceitos que envolvam a política de igualdade de gênero, técnicos-administrativos em educação, representação dos estudantes e da comunidade externa. O grupo será responsável pelo monitoramento da implantação da política e garantir que seus objetivos sejam cumpridos e implementados.

Já o Espaço Multiprofissional Casa Frida Kahlo será um lugar de acolhimento às pessoas em situação de violência, além de um centro de articulação de ações referentes à igualdade de gênero dentro da UFSM. O trabalho envolverá também toda a rede de assistência já estabelecida dentro da instituição, em setores como CAED, unidades de apoio pedagógico e HUSM.

Depois de aprovada no CEPE, a Política de Igualdade de Gênero da UFSM ainda precisará ser aprovada pelo Conselho Universitário para o início de sua implementação. Além do atendimento às demandas da comunidade acadêmica, a nova política busca o cumprimento do compromisso firmado pela universidade ao aderir ao Movimento ElesPorElas (HeforShe), criado pela ONU Mulheres. Em 2020, a UFSM foi ranqueada entre as dez universidades do mundo com maior produção científica feita por mulheres.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo