DestaqueEsporteSegurança

ESTADO. Caem 27,1% os roubos de veículos. Já o número de homicídios cresce 12,6% em setembro

Sai a estatística oficial com dados da segurança pública no Rio Grande do Sul

Reproduzido do Site do Correio do Povo / Com informações da Secretaria Estadual de Segurança Pública

O roubo de veículos teve uma nova redução em setembro no Rio Grande do Sul. A queda foi de 27,1%, caindo de 501 ocorrências no mesmo período de 2020 para 365 no mês passado. No acumulado desde janeiro, a redução é ainda maior: de 43,2%. Houve 6.540 casos em 2020 e baixaram para 3.713 em 2021 no comparativo. Os dados integram os indicadores criminais divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).  

“Mês após mês aprofundamos a queda nos roubos de veículos, crime que impacta diretamente o cidadão, com trabalho de inteligência, integração das forças na troca de informações e investimento em tecnologia especializada. É o retrato do nosso objetivo com o RS Seguro, em proporcionar um Estado melhor para se viver”, declarou o vice-governador e secretário estadual da Secretaria da Secretaria Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior

LEIA TAMBÉM:

Com queda de 27,1% em setembro, número de roubos de veículos no RS é o menor da série histórica”, de Carlos Ismael Moreira, da Assessoria de Comunicação da SSP/RS (AQUI)

Na contramão, homicídios aumentam …

Na direção oposta, os homicídios subiram 12,6% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado no Rio Grande do Sul. Houve 111 casos em 2020 e agora passou para 125 ocorrências. Desde janeiro, porém, a queda foi de 14,9%, reduzindo de 1.377 vítimas para 1.172 no comparativo. 

A diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegada Vanessa Pitrez, fez uma constatação.  “Percebemos uma ampliação, especialmente no Interior, mas em medida também significativa na Região Metropolitana, dos homicídios que classificamos como ‘fatos da vida’, aqueles com algum componente emocional, resultantes de uma briga, uma desavença anterior ou mesmo um desentendimento episódico que acaba terminando em morte”, explicou.

“A ação preventiva nesse tipo de crime fica praticamente impossibilitada, diferentemente das estratégias que traçamos, por meio do RS Seguro, para antecipar movimentos relacionados a conflitos do tráfico e outros delitos. De qualquer forma, seguimos com empenho total nas investigações de todos esses fatos e temos excelentes resultados. Nossa média gira em torno de 70% de elucidação, o que retira das ruas homicidas potenciais e, sem dúvida, têm impacto para a redução que alcançamos no cenário acumulado”, acrescentou. 

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo