DestaqueSanta Maria

CIDADE. Prefeitura inicia nesta quarta-feira, com ‘workshop’, nova fase do projeto do Distrito Criativo

Depois dos apontamentos das questões, começa a etapa para pensar soluções

Município dá início a mais uma fase do projeto do Distrito Criativo, que inclui a Vila Belga (foto João Alves/Arquivo Prefeitura)

Por Rafael Favero / Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal

A Prefeitura de Santa Maria dá sequência à próxima fase do projeto do Distrito Criativo, que pretende impulsionar, de forma sustentável, a economia e a cultura da região do entorno do Centro Histórico Ferroviário. Estão previstos mais três workshops online, com participantes convidados. O primeiro ocorre nesta quarta-feira (17), às 10h30min. Os outros dois serão nos dias 23 de novembro, também às 10h30min, e 1º de dezembro, às 18h30min. 

Os workshops fazem parte da etapa de Ideação de Soluções. Os convidados são moradores e empreendedores da região do Centro Histórico Ferroviário – compreendido entre a Avenida Rio Branco, a Vila Belga e a Gare -, pesquisadores e representantes de entidades de classe. Além disso, deve ocorrer um workshop presencial em dezembro.

“Esse projeto quer levar vida por meio do desenvolvimento econômico e social da cidade. Nós cumprimos uma primeira etapa, que foi encontrar os desafios, isto é, os problemas que temos no Centro Histórico Ferroviário, por meio de workshops, de 19 urnas e de um questionário online. A partir de agora, vamos trabalhar a solução desses problemas. A terceira etapa, posteriormente, será o desenvolvimento do plano de ação”, explica o vice-prefeito Rodrigo Decimo

Essa etapa irá discutir soluções para as demandas apresentantes pela comunidade na fase anterior. O levantamento mostrou que a maior parte das demandas da população, precisamente 50,46%, diz respeito ao “ambiente natural e construído do local”. Esse item envolve a infraestrutura, habitação, usos de espaços e patrimônio histórico.

Depois, outro aspecto no qual desafios são registrados é o de “governança e políticas públicas”, com 27,42% dos apontamentos, item que contempla demandas sobre compartilhamento de conhecimento, ambiente democrático, acesso à informação, regras para o desenvolvimento e recursos para o fomento de ideias criativas e inovadoras, por exemplo.

Ainda, 13,77% dos desafios levantados são relativos à “economia criativa”, ou seja, presença de pessoas criativas e talentosas para fomentar o empreendedorismo, empregabilidade e desenvolvimento econômico regional com base na inovação e na indústria criativa. 

A menor quantidade de apontamentos é na área da “identidade e recursos culturais”, com 7,51% dos registros. Esse item reúne falas sobre a valorização da história, cultura e tradição locais, inclusão social, espaços artísticos e culturais, diversidade, tolerância e ambientes propícios para geração de ideias e arte.

A apresentação dos resultados da Ideação de Soluções para a comunidade está prevista para 16 de dezembro, às 18h, no Itaimbé Palace Hotel, em um evento aberto à comunidade.

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo