DestaqueEducação

UFSM. Sindicato Docente, ‘para abrir diálogo’, lança nota pública para os futuros dirigentes da instituição

Sedufsm: maior transparência nas tomadas de decisão que afetam segmentos

Por Bruna Homrich (com imagem de Reprodução) / Da Assessoria de Imprensa da Sedufsm

O ano de 2022 já iniciará com uma nova gestão à frente da reitoria da UFSM. Tendo em vista esse cenário, o Conselho de Representantes da Sedufsm elaborou uma nota com o objetivo de abrir o diálogo com o próximo grupo a assumir a Administração Central – grupo liderado por Luciano Schuch (eleito reitor) e Martha Adaime (eleita vice). A nota foi assinada também pela diretoria da seção sindical.

Dentre os pontos destacados pelos e pelas docentes está a necessidade de um maior diálogo e transparência na tomada de decisões que afetam toda comunidade acadêmica ou mesmo segmentos específicos. Cabe destacar que o período de pandemia, suspensão da presencialidade e consequente trabalho e ensino remotos foi marcado por uma cobrança constante da Sedufsm para que o debate acerca dos desafios trazidos pela crise sanitária se capilarizasse, não ficando restrito aos conselhos superiores ou às pró-reitorias.

Leia, abaixo, a nota na íntegra.

Nota conjunta do Conselho de Representantes e da Diretoria da SEDUFSM sobre compromissos para a próxima gestão da UFSM

O Conselho de Representantes em reunião ordinária, diante da sucessão da gestão na UFSM, elaborou a presente nota destacando alguns aspectos, que se entende serem fundamentais para o enfrentamento das questões que têm sido postas no cenário das políticas públicas e da grave crise sanitária que atravessamos. A diretoria da SEDUFSM em sua reunião decidiu também subscrever a presente nota. Destaca-se os seguintes aspectos, como sugestões, que possam representar compromissos para a próxima gestão da UFSM:

a) Defesa de uma renovação dos quadros da gestão e a reformulação das formas tradicionalmente utilizadas para as tomadas de decisões, seja no campo político, pedagógico ou institucional. O Conselho e a diretoria da SEDUFSM entendem que há uma tendência por parte da atual gestão de aderir às propostas impostas pelo governo federal e que a política a ser implementada é de Resistência aos constantes ataques à autonomia da gestão universitária e à intensificação e precarização do trabalho docente;

b) A categoria deseja um maior diálogo, anteriormente às tomadas de decisões referentes a questões que impactam diretamente as atividades docentes, institucionalizando práticas como a de realização de audiências públicas e reuniões abertas do Conselho Universitário. Defende-se, assim, ampla discussão com a comunidade acadêmica e debates qualificados, dentro dos colegiados, departamentos e unidades de ensino. 

c) Transparência nas tomadas de decisão e circulação de dados qualificados sobre o momento pelo qual passamos, bem como tempo para debates aprofundados sobre as problemáticas atuais e os caminhos a serem delineados para a formação superior pública nos anos vindouros.

Santa Maria, 06 de dezembro de 2021.

Conselho de Representantes e da Diretoria da SEDUFSM.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo