DestaqueSaúde

SAÚDE. Estado distribui vacinas contra covid-19 para uso pediátrico nesta segunda (17) e terça-feira (18)

No total, 59,1 mil doses serão entregues para municípios do Rio Grande do Sul

Aplicação das doses inicia-se na quarta-feira (19), simultaneamente, em todo o Rio Grande do Sul. Foto Itamar Aguiar / Palácio Piratini

Por Neemias Freitas / Governo RS

A Secretaria da Saúde (SES) distribuirá, na segunda (17) e terça-feira (18), as 59,1 mil doses de vacinas da Pfizer contra o coronavírus para uso pediátrico (crianças de cinco a 11 anos) recebidas do Ministério da Saúde na sexta-feira (14/1). Todo o lote será enviado às 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) via terrestre.

Durante o final de semana, equipes da SES trabalharam na separação das doses. A quantidade que irá para cada município já está definida. Aplicação inicia-se na quarta-feira (19), simultaneamente, em todo o Rio Grande do Sul.

O governo do Estado capacitou e certificou vacinadores, além de avaliar, junto com os municípios, os planos de operacionalização locais. Tudo para garantir atendimento qualificado, com segurança e planejamento, na aplicação das vacinas pediátricas. Com isso, todas as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) serão seguidas.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo