DestaqueUFSM

UFSM. Instituição exigirá comprovação do esquema vacinal completo contra covid-19 na volta às aulas

Aulas presenciais na Universidade retornam no dia 11 de abril

Por Luís Henrique Ramires / UFSM

Em reunião que ocorreu na manhã e no início da tarde desta terça-feira (15), o Conselho Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) aprovou o calendário UFSM 2022 e definiu o retorno às aulas presenciais para o dia 11 de abril. Para acesso e permanência da comunidade universitária às dependências da instituição, a UFSM exigirá a comprovação do esquema vacinal completo, mediante carteira de vacinação ou comprovante presente no aplicativo Conectesus.

Neste ano, as aulas do primeiro e do segundo semestre serão presenciais. Todavia, poderão ocorrer atividades à distância, desde que estas compreendam até 40% da carga horária total do curso, conforme previsto por lei, mediante processo simplificado e temporário que será regulado por instrução normativa da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), em consonância com a legislação nacional e as normativas da UFSM.

Sobre a aprovação, o reitor, professor Luciano Schuch, comentou: “Desde a suspensão das atividades presenciais, há dois anos, nós vínhamos discutindo o retorno presencial, porque essa é a essência da nossa instituição. Não somos uma universidade que trabalha de forma remota. Por mais que tenhamos um núcleo muito forte de ensino à distância, a UFSM é uma universidade presencial”.

Na realização das atividades internas, deverá ser respeitado o distanciamento de 1,5 metro. Além disso, os alunos deverão usar qualquer tipo de máscara dentro das dependências da instituição. Em situações excepcionais, essa distância poderá ser diminuída para 1 metro. Nesse caso, os alunos deverão usar máscaras do tipo N95 ou PFF2. A UFSM fornecerá, em ambos os casos, as máscaras adequadas para todos os alunos com Benefício Socioeconômico(BSE).

Calendário Acadêmico
O novo calendário acadêmico tem início no dia 11 de abril de 2022 e terminará no dia 4 de fevereiro de 2023. O intervalo entre os semestres será de 20 de agosto e 12 de setembro de 2022. A partir do início do primeiro semestre de 2022, o Regime de Exercícios Domiciliares (REDE) será revogado, bem como todas as suas disposições e aplicações, no intuito de possibilitar o retorno das atividades acadêmicas presenciais.

Em virtude do período de transição e para fins de manutenção do BSE, permanecerão flexibilizadas apenas os prazos e números de trancamentos, as disposições referentes ao Plano de Acompanhamento Pedagógico (PAP) e a carga horária mínima para matrícula até o fim do primeiro semestre de 2022.

Calendário suplementar
O calendário suplementar, que teve início em junho de 2021, vai durar até o final do segundo semestre de 2022. Assim, os cursos da UFSM, caso tenham plano de contingência de sua unidade aprovado, poderão propor, em consonância com os departamentos didáticos, a estratégia de recuperação das atividades práticas que não puderam ser realizadas por meio do REDE, de maneira condensada, modular, gradual e escalonada, de acordo com a realidade e necessidades particulares de cada curso. Essa decisão se estenderá aos cursos de pós-graduação da universidade.

O documento completo, com todas as informações, será divulgado pela UFSM nos próximos dias.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo