DestaqueEleições 2022

ELEIÇÕES. Leite aceita atuar nos bastidores, mas defende questionar viabilidade da eleição de Dória

Ex-governador diz reconhecer legitimidade das prévias tucanas, no entanto...

Leite transmitiu seu cargo ao novo governador Ranolfo Vieira Júnior e atua nos bastidores pré-eleitorais tucanos (Foto Reprodução)

Reproduzido do Site do Correio do Povo

O ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), garante estar diante de “todas as possibilidades” no cenário eleitoral de 2022 após sua renúncia. Entre elas, não concorrer à Presidência da República e atuar nos bastidores de um outro caminho. Em seu discurso de despedida do cargo estadual, no Palácio Piratini, na noite desta quinta-feira, Leite se apresentou como alguém disposto a contribuir “da melhor forma”. No entanto, defendeu questionamentos à viabilidade da candidatura do ex-governador de São Paulo, João Doria, ao Palácio do Planalto. Essa foi sua primeira manifestação após o PSBD referendar a pré-candidatura do paulista, que voltou atrás depois de sinalizar desistência ao pleito e confirmou sua pré-candidatura.

“A renúncia que apresento abre espaços para todas possibilidades. Estarei onde um conjunto político entender que posso contribuir da melhor forma. No Estado, entendo que um governador novo assume e tem condições de tocar a agenda”, avaliou.

Na segunda-feira, quando confirmou que deixaria o cargo, Leite confirmou que permaneceria no PSDB, depois de ser derrotado nas prévias e avaliar uma ida ao PSD. “Há um escolhido e nós respeitamos a legitimidade disso, mas não nos impede de questionarmos. De perguntar as estratégias, as dificuldades para crescer nas pesquisas, de se juntar ao eleitor. Quem foi escolhido precisa saber somar. Meu espírito nesse processo é da colaboração, mesmo que divergindo. Meu nome está disponível para ajudar a construir um caminho”, pontuou em entrevista coletiva. 

Apesar do movimento da sigla, Leite sinalizou que as divergências internas tucanas não devem se encerrar nos próximos dias. Conforme o político, não existe divisão e sim divergências, que serão debatidas internamente. 

“Não tem uma divisão fratricida. Eu não vou revidar nas mesmas condições (sobre falas de Doria). Não se resolve problemas e eventuais conflitos deste modo”, explicou. Na sua avaliação, a vitória de Doria nas prévias e seus questionamentos diante da pré-candidatura são naturais da democracia. “É com esse mesmo espírito que iremos para o debate interno do PSDB. É da democracia. É a capacidade do eleito conviver com a divergência”, explicou.

Com Leite e Doria renunciando aos seus cargos, a crise interna tucana ainda sem solução, e o ex-juiz e ministro Sergio Moro desistindo de concorrer a presidência, o cenário eleitoral segue abalado diante da construção da “terceira via”. 

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Duas coisas. Primeira, cade a ‘vantagem por conta das vacinas’ do Doria? Pior que a informação era disponivel, rejeição dele era grande em SP. Segundo, Tucanada em SP quando perde primaria tem, segundo as mas linguas, o costume de cruzar os braços na campanha. Ou seja, até prova em contrario deu ruim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo