Artigos

Posse na Famurs: enfim, mãos à obra! – por Paulinho Salerno

“Para cada um que acreditou em nós fica o muito obrigado pela confiança”

A luta pela causa municipalista sempre foi a bandeira da Famurs, ao longo destes quase 46 anos da entidade. Já contamos aqui um pouco de sua importância, mas é sempre bom ressaltar como através dela os municípios encontram seu amparo.

​Este é o momento onde as rivalidades, as disputas partidárias ficam da porta para fora, pois as reivindicações e as necessidades dos municípios e, principalmente das pessoas, no dia a dia das cidades, ficam em primeiro lugar. Neste período de existência da casa dos municípios gaúchos não há um dia em que não tenha havido esforços para o bem estar das populações, pois com muito trabalho, com importantes decisões tomadas e em especial com a busca pela inovação na forma de gerir os municípios.

Semanas atrás estivemos em comitiva visitando Portugal e Espanha, na busca pela firmação de parcerias para o desenvolvimento especialmente dos potenciais negócios existentes em nosso Estado. O período pandêmico infelizmente deixou muitas sequelas, mas por outro lado foi um momento em que a busca pela abertura de novos empreendimentos se evidenciou.

Na última terça-feira, em minha amada Restinga Sêca, no Distrito Recanto Maestro, realizamos a posse da nova administração da entidade, junto ao 40º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, onde se despediu da entidade Eduardo Bonotto, um grande amigo que, com louvor, soube conduzir por um período árduo e muito desafiador uma entidade de suma importância para o povo gaúcho, o nosso povo. Aplaudimos sua coragem e determinação. O dever foi cumprido com êxito.

Eleito em maio pelo MDB e confirmado no início deste mês como novo mandatário à frente da Famurs, após colocar meu nome à disposição, assumi o compromisso junto à entidade, aos municípios, gestores e gestoras que confiaram em meu trabalho. Aqui estiveram reunidas diversas autoridades importantes e também grandes parceiros que, como nós, buscam inovar para melhorar a qualidade de vida e do trabalho diário das cidades gaúchas.

Destaco também as equipes de governo, as quais nem sempre recebem seu devido reconhecimento. É pelas mãos deles que a engrenagem-sociedade funciona, pois como diz o lema da Famurs, “é no município que tudo acontece”. Faço deste texto também meu agradecimento a eles, aos meus filhos, a Naiane, minha esposa e companheira nas lutas políticas e em especial aos meus pais, Mara e José Paulo que são os grandes responsáveis por este momento e principais incentivadores na minha trajetória.

Oficialmente empossado, junto de uma equipe composta por gestores excepcionalmente capacitados buscaremos, através do diálogo, da cooperação e de forma incansável atender às muitas demandas que nossos municípios possuem, dentro de suas particularidades. Neste curto período onde estaremos à frente da Famurs, buscaremos dar continuidade ao que já vem sendo feito, alinhado ao ideal de inovação. Para cada um daqueles que acreditou em nós fica o muito obrigado pela confiança. Agora é mãos à obra!

(*) Paulinho Salerno é prefeito municipal de Restinga Sêca e presidente da Câmara Temática de Inovação da Famurs. Ele escreve no site às quintas-feiras.

Nota do Editor. A foto (de Guilherme Pedrotti/Divulgação/Famurs) mostra o governador Ranolfo Vieira Júnior (C) e os prefeitos Eduardo Bonotto (ex-presidente da entidade) e Paulinho Salerno (atual presidente), com as esposas.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo