Arquivo

PMDB ainda corre em busca de acordo. Qualquer que seja ele

Até amanhã ainda há prazo para ajustes na chapa “PMDB para todos”, única inscrita para concorrer ao Diretório Municipal do Partido, na convenção marcada para o próximo domingo. É evidente (basta ler os jornais da cidade, em suas edições de hoje, e o que este site acompanhou, com exclusividade, neste final de semana – leia as notas imediatamente anteriores) que a crise tomou conta da agremiação.

Tubias Calil está sendo considerado, justa ou injustamente, como o protagonista do racha da sigla. E, ao que sei, segundo pelo menos duas fontes (uma de cada “lado”), há a previsão de pelo menos uma reunião, ainda hoje, a respeito da composição da chapa – que poderia ainda ser modificada. No entanto, são pequenas as perspectivas de acordo, se persistirem os vetos aos nomes da Juventude Regional e Municipal – quanto ao presidente da JPMDB Estadual, o próprio (leia o texto anterior) se dispunha a não participar. Logo, pelo menos aqui, a palavra veto não pode ser usada.

Me disse ontem à noite uma liderança importante dos que se recusaram a colocar chapa para disputar a convenção que “é inadmissível que se vete, apenas porque não se gosta, ou porque perdeu, ou por que foi supostamente ‘sacaneado’, ou ainda porque podemos ganhar no voto, setores que tocam o partido”. Se essa posição for mantida – assim como se Tubias permanecer irredutível -, é muito improvável que ocorra acordo.

De qualquer forma, é evidente a mobilização de setores do PMDB em busca de um mínimo de consenso. Do contrário, o partido, mais que rachado, pode se esfacelar. Inclusive prejudicando planos futuros. E não apenas a eleição do próximo ano, como também o pleito municipal de 2008. Afinal, e nem precisa ser muito inteligente para saber, discutir alianças estando fraco internamente não é um bom começo para conversar. Ou é?

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo