Cassel assume ministério. Ele é o interino do Desenvolvimento Agrário. E Tarso é afagado por Lula

Aconteceu no meio da tarde de hoje a posse de nove ministros do Governo Lula, a nove meses do final do mandato. Entre eles, o santa-mariense Guilherme Cassel que, ao contrário do que se imaginava, é por enquanto interino (e não efetivo), da pasta do Desenvolvimento Agrário. Não deixa de ser, de certa forma, frustrante para os santa-marienses, embora ainda existe a possibilidade dessa interinidade se tranformar em permanente.
Quem está nessa posição de importância no Primeiro Escalão de Governo é o também santa-mariense (por formação pessoal e política) Tarso Genro. Que, aliás, na cerimônia de posse, recebeu afagos do Presidente da República.
Segundo o site ClicRBS (www.clicrbs.com.br/noticias), citando também a Agência Brasil, em nota divulgada no início da noite, Luiz Inácio Lula da Silva ressaltou a importância do novo ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro. Lula pediu que Tarso fizesse “mais e melhor do que o antigo detentor da pasta, Jaques Wagner”.
“A convivência com o Congresso Nacional, por mais democrática que seja, é sempre muito difícil, porque são difíceis as relações políticas num mundo democrático. O Tarso está pegando o caminho já asfaltado”, disse o Presidente, segundo o ClicRBS. presidente.
Para saber mais detalhes sobre a solenidade de posse dos nove novos ministros, reproduz-se, a seguir, a reportagem assinada pela jornalista Ana Paula Marra, da Agência Brasil, distribuída aos veículos de comunicação no final da tarde:

“Lula assina termo de posse de nove novos ministros
Brasília –
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva acaba de assinar os termos de posse, no Palácio do Planalto, de seus novos ministros. Ao todo, são nove: cinco deles vão ocupar o cargo definitivamente, até o final do governo, enquanto outros quatro assumem interinamente. Eles entram no lugar daqueles que deixaram o governo na semana passada para concorrer as eleições de outubro.
Dos nove substitutos, sete eram secretários executivos dos ministérios. São eles: Orlando Silva de Jesus Júnior, que assumiu o Ministério dos Esportes, no lugar de Agnelo Queiroz; Paulo Sérgio de Oliveira Passos, que assumiu a pasta dos Transportes, no lugar de Alfredo Nascimento; e Pedro Brito Nascimento, que substituiu Ciro Gomes no Ministério da Integração Nacional.
Os outros quatro secretários executivos que se tornam hoje ministros são Altemir Gregolin, que assumiu a Secretaria de Aqüicultura e Pesca, no lugar de José Fritsch; Guilherme Cassel, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, no lugar de Miguel Rosseto; Jorge Agenor, que ficará à frente da pasta da Saúde, no lugar de Saraiva Felipe; e Jorge Hage, que acaba de assumir a Controladoria Geral da União, no lugar de Waldir Pires.
Pires saiu da Controladoria e assumiu o Ministério da Defesa no lugar de José Alencar, que continua na vice-presidência da República. No ministério das Relações Institucionais, Tarso Genro, ex-ministro da Educação no …
”

QUEM DESEJAR ler a íntegra da notícia, basta acessar a página da Agência Brasil na internet, no endereço www.radiobras.gov.br



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *