Arquivo

24 horas. E não é que um comunista chega à Presidência da República? Ele é Aldo Rebelo

Em 1935, nesta data, estourou a chamada Intentona Comunista. Os discípulos de Karl Marx pretendiam tomar o poder no Brasil. Conseguiram apenas ir para a cadeia. Isso está fazendo 71 anos. Antes ainda, em 1922, surgia o Partido Comunista do Brasil, na esteira das idéias vitoriosas na então União Soviética. Mais adiante, tiveram – já sob o nome PCB (Partido Comunista Brasileiro) – curta existência legal. Voltaram para a clandestinidade e se dividiram no final dos anos 50. Uma parte retomou o nome antigo, PC do B. Outra manteve o PCB.

Aliás, os dois lados reivindicam o nascimento na mesma data. O que, cá entre nós, tem importância relativa. A verdade é que os dois PCs tradicionais existem até hoje. Afinal, os do PCB autêntico não deglutiram nova mudança de sigla, para PPS (Partido Popular Socialista), que neste ano, incrível, apoiou o “direitista” Geraldo Alckmin, do PSDB. O que não ajudou em nada a sigla, que acaba de ser sufocada pela não ultrapassada cláusula de barreira.

Mas, perguntará o leitor, por que toda esse trololó claudemiriano, quem sabe até com falhas no relato histórico? Simples. Pode até ter algum erro, nos parágrafos anteriores, no entanto, com certeza, o que você lerá a seguir não tem equívoco algum: assume por 24 horas, pela vez em toda a história da República, um presidente comunista. No caso, o alagoano Aldo Rebelo, eleito pelo PC do B paulista, e que preside a Câmara dos Deputados. Rebelo assume o principal cargo executivo da Nação em função das ausências do país, ao mesmo tempo, do titular Lula, em viagem à Venezuela, e do vice-titular, José Alencar, nos Estados Unidos em tratamento de saúde.

É, de fato, um evento para entrar na história. E mereceu uma excelente reportagem de Ricardo Amaral, da sucursal de Brasília da agência de notícias britânica Reuters, e que o G-1, o portal de notícia das Organizações Globo reproduz. É o texto que você lerá a seguir:

”POR 24 HORAS, ALDO SERÁ PRIMEIRO COMUNISTA PRESIDENTE DO BRASIL

Durante a viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Venezuela, entre domingo e segunda-feira, o presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), será o primeiro comunista a assumir a Presidência do Brasil.

É também a primeira vez que um comunista “de carteirinha”, da linhagem da Terceira Internacional (o velho Comintern stalinista), chega à presidência de uma democracia ocidental, sem revolução ou golpe de Estado.

“Esse fato é uma expressão do amadurecimento da vida democrática no Brasil”, disse Rebelo à Reuters. “Mesmo que seja só uma formalidade constitucional, mostra ao mundo o dinamismo e a mobilidade exemplares que nossa democracia proporciona.”

Filiado ao Partido Comunista do Brasil desde a adolescência, Rebelo, de 50 anos, substituirá Lula por 24 horas, porque o vice-presidente José Alencar está em Nova York, onde irá se submeter a uma cirurgia. Pela Constituição do Brasil, o presidente da Câmara é o segundo na linha de substituição.

Um dos últimos partidos stalinistas do planeta, o PCdoB chega à Presidência do Brasil 17 anos depois da queda do Muro de Berlim, que marcou simbolicamente o fim do chamado “socialismo real” no dia 9 de novembro de 1989.

“A idéia generosa da busca de justiça e igualdade de direitos é universal e não desapareceu”, disse Aldo à Reuters, explicando a sobrevivência de um partido que se considera herdeiro do pensamento revolucionário de Karl Marx.

Embora o PCdoB tenha apenas 12 entre 513 deputados, Aldo Rebelo foi eleito presidente da Câmara em 2005 no meio de uma crise política que atingiu o PT de Lula. Deputado desde 1991, Rebelo elegeu-se graças ao apoio de Lula e ao diálogo que sempre soube manter com outros políticos, inclusive conservadores, mesmo atuando debaixo do “centralismo democrático”, a rigorosa disciplina partidária do PCdoB.

Fundado por operários e ex-anarquistas em 1922, na esteira da Revolução Soviética de 1917, o PCdoB teve uma breve existência legal, entre 1945 e 1946, e só foi reconhecido completamente em 1985, na redemocratização que pôs fim aos governos militares.

No início dos anos 1970, o PCdoB organizou uma guerrilha na Amazônia, liquidada pelos militares em dois anos de combate.

Por outra coincidência, Rebelo será presidente provisório 71 anos depois do fracassado levante militar de novembro de 1935 que, ao invés de levar os comunistas ao poder levou-os à cadeia e…”


SE DESEJAR ler a íntegra da notícia, pode fazê-lo acessando a página do “G-l”, o portal de notícias das Organizações Globo, no endereço http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,AA1346569-5601,00.html.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo