Arquivo

Coluna Observatório. A seção “Luneta”

Os vereadores rejeitaram projeto de Vilmar Galvão, do PT, que impunha limite de R$ 20 por refeição e R$ 100 por pernoite, nas diárias dos parlamentares. Não custa lembrar que todos os companheiros petistas de Galvão votaram contra. É. Pois é.

Um leitor desta coluna e do site www.claudemirpereira.com.br enviou e-mail em que informava os valores pagos aos funcionários, pela empresa em que ele trabalha (uma das maiores da cidade): R$ 10 por refeição e R$ 50 para pernoite. É. Pois é.

Chega a constranger alguns argumentos oferecidos pelos contrários ao projeto. Cláudio Rosa, do PMDB, por exemplo, disse que a diária da Câmara de Santa Maria é uma das mais baixas do Estado. E daí? Você, leitor, onde mora?

Definitivamente, quando se trata de dinheiro público, a impressão que os edis passam é que se trata de recursos de ninguém. Ah, votaram a favor, além do autor, João Carlos Maciel, Tubias Calil, Jorge Pozzobom e Sérgio Cechin.

No “Diálogos com a militância”, evento promovido pelo PMDB da região, que acontece dia 15 em Vila Nova, um dos pontos de pauta deve ser a sucessão no Diretório e na Executiva estaduais do partido.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo