Novos rumos. Afinal, o que pensa o novo chefe do Inpe em Santa Maria. E os seus planos

Numa discussão que está, para meu gosto, muito personalizada (sem demérito a quem quer que seja), tinha muito curiosidade em saber quem é, afinal de contas, o novo chefe do Instituto Nacional de Pesquisas Especials em Santa Maria. O que ele pensa, o que pretende e qual o futuro da instituição plantada no interior da UFSM.

O jornal A Razão traz, neste final de semana, interessante reportagem a respeito, inclusive uma entrevista com o professor Celso Arami Marques da Silva, que assume o posto na próxima quarta-feira. Vale a pena ler. O texto é assinado pelo jornalista Ricardo Ritzel. A seguir:

INPE terá autonomia financeira
Com a posse do professor Celso Arami Marques da Silva no próximo dia 29 de novembro, INPE inicia nova fase

Com a posse do novo chefe do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais de Santa Maria, Professor Celso Arami Marques da Silva, a unidade de Santa Maria passará a ter a designação de Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais e, consequentemente, passará a ter também autonomia financeira.

A novidade vem acompanhada de investimentos em recurso humanos e em novos equipamentos para o aprimoramento das pesquisas desenvolvidas aqui em Santa Maria. “Não há uma orientação especial do INPE para Santa Maria. Há sim um compromisso de colocar aqui mais pessoas capacitadas para o desenvolvimento das pesquisas.” Ressaltou o novo chefe do centro de pesquisas santa-mariense, respondendo a pergunta de A Razão sobre suas primeiras ações a frente a instituição.

O professor Celso também confirmou as ações a curto prazo anunciadas anteriormente pelo diretor nacional do INPE, Gilberto Câmara, em sua visita a Santa Maria em maio último. Apoio a investimentos que já vem sendo realizados pela UFSM no CRSPE, com ditação de infra-estrutura computacional e modelagem, assinaturas de convênios para promoção de programas de pesquisas entre o Inpe e a UFSM, dotação de pessoal para operação de software específico (Brazilian Regional Athmosferic Modelling Sinstem – BRANS) para leitura de dados atmsoféricos e principalmente a criação na UFSM de um centro regional de ensino e capacitação em tecnologia espacial para a América Latina e Caribe.

Quanto ao principal foco de pesquisas do novo centro, o professor Celso salientou que haverá um melhoramento nas pesquisas de monitoramentos climáticos específicos para os agronegócios, principalmente com contratação de recursos humanos especializados e com a aquisição de computadores mais potentes. Quanto aos projetos que estão sendo desenvolvidos aqui em Santa Maria, o novo chefe do centro foi enfático, “Todos os projetos que estão em andamento vão continuar, e seus representantes são os pesquisadores atuais.” Quanto a aspiração santa-mariense de possuir um centro de rastreamento de satélites, o professor Celso diz que tem pessoas que acham o projeto muito importante, outras pessoas acham exatamente ao contrário. O certo é que vai se feito um estudo completo sobre a questão e somente…”


SE DESEJAR ler a íntegra da reportagem, pode fazê-lo acessando a página do jornal na internet, no endereço http://www.arazao.com.br/noticias.php?cod=2365, ou na versão impressa, nas bancas desde a manhã deste sábado.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *