Arquivo

O fato. A 48 horas da decisão, o que não falta é diz-que-diz, sobre o julgamento de Renan

Na quarta-feira, em sessão secreta e voto idem, será julgado por seus pares, o presidente do Senado, Renan Calheiros. Por dois terços dos votos, o Conselho de Ética da casa recomenda a cassação do mandato do parlamentar alagoano. O motivo: teve despesas pagas por lobistas da empreiteira Mendes Júnior. No caso, o desembolso da pensão alimentícia de um filho tido por Renan com a jornalista Mônica Velloso (na foto, em pose para a revista Playboy).

 

Há uma tendência, diz-se, de absolvição do senador. Para isso contribui, de forma relevante, o fato de o voto ser secreto. E não é outra a razão por que alguns gostariam, e ainda tentam, que a sessão fosse aberta e o voto também – ao contrário do que prevê o Regimento do Senado e a Constituição.

 

Mas tendência não é resultado. Por isso, o próprio Renan está num corpo-a-corpo atrás de votos favoráveis. Ou, também, de ausências que lhe facilite a manutenção da cabeça no lugar. Sim, porque o acusado não precisa fazer 41 votos. É o contrário: esse é o número de senadores necessários para condena-lo. Então, e isso também estaria ocorrendo, aliados de Renan estão sugerindo a alguns, supostamente contra o senador, que se ausentem da sessão. O que também serve aos interesses do presidente do Senado.

 

Enquanto isso, e faltando 48 horas para o desenlace, o que é muito diz-que-diz. Tudo muito próprio do Parlamento. Fala-se (e se escreve) em traições, acordos de última hora, etc, etc, etc. Tudo isso torna difícil um prognóstico. Que, porém, quando é feito, favorece Calheiros. Mas…

 

 

SUGESTÕES DE LEITURAconfira aqui a reportagem “PT e “traições” vão definir caso Renan no Senado”, de Silvio Navarro e Fernanda Krakovics, na Folha de São Paulo.

Leia também a reportagem“Renan faz ofensiva em busca de votos contra cassação do mandato”, de Christiane Sammarco, n’O Estado de São Paulo.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo