Arquivo

É política. Tentativa de obstrução oposicionista, o grande jogo de cena. Vale, mas é inóqua

Para conhecer um pouco do grande teatro político, temos um fato bem didático. Trata-se da prometida obstrução, a partir desta semana, às votações no Senado, iniciativa dos partidos oposicionistas DEM e PSDB. A respeito, vale a pena ler a nota publicada por Tales Faria, editor chefe do Jornal do Brasil, no Blog dos Blogs. Depois, no final, o meu comentário. Confira:

 

“Em pauta, a obstrução

A grande promessa da oposição para esta semana está no Senado. PSDB e DEM juram que vão obstruir tudo que estiver em tramitação na Casa. É importante acompanhar esse processo para se começar a entender a força do governo e da oposição no Senado.

Desde que Renan Calheiros (PMDB-AL) foi afastado da presidência da Casa, a maioria governista entrou em crise, a tal ponto que se acabou derrubando a CPMF. Até hoje não consigo saber ao certo o tamanho do controle ou do descontrole do governo por ali. Acho que nem o governo sabe.

A questão da obstrução das MPs poderá servir como uma medição inicial. Disse “poderá servir”, porque também poderá não servir como medida alguma.

É que há MPs em pauta que interessam à oposição. Então essa promessa de obstruir pode ser apenas bravata, porque, para aprovar as MPs de seu interesse, a oposição terá que negociar com os governistas a votação de projetos que não são de seu interesse. É assim que funciona. Aí, a obstrução terá que ser suspensa.

Vejamos. São seis as medidas provisórias que já foram votadas pela Câmara e agora aguardam deliberação dos senadores, trancando, portando, a pauta de votações do Plenário. Em três delas (MPs 399, 400 e 402), a obstrução atrapalha a vida do governo, pois tratam da abertura de crédito extraordinário para órgãos federais. Digamos que uma outra, a MP 403, também só interessa ao governo, pois se refer à regulamentação da atividade de franquia postal. Mas há uma quinta MP que já é um problelma para a oposição: a MP 404 que alterou a data de pagamento dos benefícios da Previdência Social. Se deixar de vigir, a oposição estará azucrinando a vida de milhões de velhinhos pelo pais. Não sei se é uma boa para o PSDB e o DEM… E, por fim, tem a MP 401, que criou uma gratificação mensal de R$ 351,49 para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiro Militar do Distrito Federal. Brasília, como se sabe, é governada por José Roberto Arruda, do partido Democratas. Será que o DEM e o PSDB vão cortar a grana dos policiais do DF?

Por isso que eu digo que essa questão da obstrução “pode servir” para medirmos a força da oposição e do governo no Senado. Mas pode não servir, já que os dois lados talvez sejam obrigados a negociar. Então as ameaças ds líderes oposicionistas Arthur Virgílo Neto (PSDB-AM) e José Agripino Maia (DEM-RN) terão sido apenas bravatas. E teremos que esperar temas mais cristalinos, mais pão-pão-queijo-queijo para saber, de fato, como está o jogo de forças no Senado. Como foi como a votação da CPMF. Desconfio que, de lá para cá, o PMDB se acertou, aí a coisa pode ter melhorado para o governo.”

COMENTÁRIO CLAUDEMIRIANO: a política é, também, a arte de negociar. E até blefar, se for o caso. Esta, aliás, é a impressão que tenho acerca dessa (legítima e democrática) tentativa dos parlamentares da oposição. Garantirá espaço nos jornais. Mas apenas isso e por tempo limitado. Ou alguém acha, como escreveu Tales Faria, que o governador do Distrito Federal, que é do DEM, ficará faceiro com o atraso da votação da MP que o beneficia política e administrativamente? Então, toca a negociar. É a chave. O resto… é jogo para a platéia.

 

SUGESTÃO DE LEITURA – confira aqui, se desejar, outras notas publicadas por Tales Faria, editor chefe do Jornal do Brasil, no Blog dos Blogs.

 

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo