CrisePartidosPolítica

CPI DA YEDA. Primeira reunião decidirá cronograma de trabalho e destino de 13 requerimentos

Coffy Rodrigues, o relator, apresentou dois dos requerimentos
Coffy Rodrigues, o relator, apresentou dois dos requerimentos

Está marcada para a próxima terça-feira, no final da tarde, a primeira reunião efetiva da Comissão Parlamentar de Inquérito que apurará possíveis irregularidades no governo do Estado. Há os que a chamam de CPI da Corrupção. E, no primeiro dia, tanto quanto houve já na instalação, é bom estar preparado para o embate entre governo (que é ampla maioria) e oposição.

Motivos não faltarão para as divergências. Afinal, são 13 requerimentos protocolados e em condições de ser avaliados, dos quais 11 são dos oposicionistas e os dois outros do relator, o tucano Coffy Rodrigues, que é da base do governo na Assembléia Legislativa. Aliás, também nesse encontro haverá a definição do cronograma de trabalho, o que pressupõe mais confusão.

Sobre os requerimentos e também outras questões relativas à CPI, acompanhe material distribuído pela Agência de Notícias do parlamento gaúcho. O texto é da repórter Michele Limeira, com foto de Guerreiro. A seguir:

CPI recebeu 13 requerimentos até o final da tarde desta quinta-feira

A secretaria da CPI, instalada no 6º andar da Assembleia Legislativa, recebeu até as 17 horas desta quinta-feira (27) 13 requerimentos. Onze deles foram assinados pelos deputados Gilmar Sossela (PDT), Daniel Bordignon (PT), Paulo Borges (DEM) e Raul Carrion (PC do B); os outros dois são de autoria do deputado e relator da CPI, Coffy Rodrigues (PSDB).

As proposições que foram entregues até as 17 horas devem ser publicadas no Diário Oficial da Assembleia Legislativa desta sexta-feira (28) e, após 48 horas, estarão aptas a compor a ordem do dia da primeira reunião, agendada para terça-feira, dia 1º de setembro, às 17 horas, no Plenarinho.

Segundo a diretora do Departamento de Comissões Parlamentares, Maria Avelina Gastal, a princípio todos os requerimentos apresentados devem ser publicados. Porém o artigo 165 do Regimento Interno estabelece que não serão admitidas proposições “manifestamente inconstitucional; alheia à…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras reportagens produzidas e distribuídas pela Agência de Notícias da Assembléia Legislativa.

Artigos relacionados

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo