MídiaPolítica

QUE CRISE?! Lembra das demissões, na Receita, dos solidários a Lina? Vários mudaram de idéia

Crise provocada pela moça da foto, aparentemente, foi artificial. Aparentemente
Crise provocada pela moça da foto, aparentemente, foi artificial. Aparentemente

Uma crise artificial, adubada pela mídia grandona. É o que, cada vez mais, está parecendo o enrosco envolvendo Lina Vieira, a chefona demitida e que provocou uma série de demissões de assessores em vários níveis, inclusive regionais. Pois, agora, passados alguns dias, se descobre que a coisa não é beeeem assim. Aliás, ontem mesmo registrei que o número dos que se mandaram é ínfimo (coisa de 2% do total de CCs).

Pois, agora, ficou ainda menor. Conforme reportagem publicada pela Folha de São Paulo, em texto assinado por Juliana Souza, vários dos até ontem demissionários voltaram atrás. Ué! E onde está, então, a crise na Receita Federal? Ah, a foto é de José Cruz, da Agência Brasil. Acompanhe:

17 desistem de sair, e Receita avalia que auge da crise se foi

Na cúpula da Receita Federal, a avaliação é que o auge da crise já passou. Ontem, o novo secretário, Otacílio Cartaxo, começou a controlar uma parte dos funcionários que lideraram uma rebelião interna.

Segundo a assessoria de imprensa do fisco, dos 31 servidores que ameaçavam deixar cargos de confiança na semana passada, 17 voltaram atrás. Os demais 14 serão exonerados. Até ontem, Cartaxo havia exonerado outros 18 servidores. A explicação da Receita é que os novos superintendentes regionais conversaram com alguns dos servidores e os convenceram a desistir de entregar as cadeiras que ocupam.

Entre os que desistiram de entregar os cargos de confiança, oito são de São Paulo, seis do Rio Grande do Sul e três de Minas Gerais. Todos são…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Dona Lina é aquela casada com um ex-ministro do tucano FHC, o mesmo sujeito que já predtou serviços ao “Agripepino”, que não se lembra em qual data encontrou uma MINISTRA DE ESTADO?

  2. Factóides. Globo, Folha de São Paulo, Veja e outras são mídias que têm lado (das elites brancas e de olhos azuis)e pelo jeito até tem título de eleitor para votar no candidato da oposição. A imprensa brasileira precisa ter mais responsabilidade, pois está ficando desacreditada. Bater todo dia num governo que têm 80% de aprovação, num país que cerca de 40 milhões de lares possuem internet é dar um tiro no pé. Ou alguem imagina que o povo vê todas essas mentiras na mídia, (o mesmo povo que diz que esse é melhor governo dos últimos tempos) e não vai procurar informação se a notícia tem fundamento ou não.
    Por isso, recomendo a todos que procurem a informação verdadeira. Existem diversos sítios e blogs comprometidos com a verdade, e o espaço do Claudemir é um dos melhores exemplos de imparcialidade e seriedade que temos na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo