Eleições 2010Partidos

ELEIÇÕES 2010. Um DEM indócil. E dúvidas. A principal: Serra é mesmo candidato?

Uma (rara) foto de Serra sorrindo. Mas talvez não seja o caso de alegria
Uma (rara) foto de Serra sorrindo. Mas talvez não seja o caso de alegria

Meu amigo fraterno, Alfeu Bisaque Pereira, depois de uma viagem ao exterior e em contato com os terríveis efeitos da crise ianque, declarou, no programa Sala de Debates, da rádio Antena 1: “ela vai chegar por aqui, e será devastadora”. As palavras podem não ter sido exatamente estas, mas o sentido sim. Passados alguns meses, é possível que o vaticínio se confirme. Mas, por enquanto, ele não é exatamente visível. Está errado meu quase xará Alfeu? Talvez. Ou não.

Digo isso porque se diz (e este sítio inclusive) que José Serra é favoritaço para ser o candidato do PSDB à Presidência da República, em 2010. Aglutinando, inclusive, toda a oposição viável do País. Mas, olha só, há dúvidas. Seria ele um candidato bancado (e isso é verdade) pela mídia grandona, apenas? Afinal, seu principal aliado, o DEM, já mostra óbvia indocilidade. E aí, Serra é ou não candidato meeeeesmo?

Quem escreve sobre isso, refletindo inclusive sobre a possibilidade real de o governador paulista fugir da raia, é o sempre competente Luis Nassif. Acompanhe o raciocínio desse jornalista, que enumera algumas razões para, no mínimo, desconfiar da candidatura do grão-tucano paulista. A seguir:

A nau sem rumo de Serra

O jogo político está adquirindo uma dinâmica curiosa, intensa, previsível. Mas, quando explodir, apanhará grande parte da opinião pública de surpresa, porque a partidarização da mídia mantém esse movimento nos subterrâneos da política.

São esses os fatos:

1. O DEM está francamente desanimado com a candidatura José Serra. Não vê a hora de pular para o barco de Aécio. Considera a candidatura Serra pesada, sem oferecer o fato novo capaz de segurar a onda Dilma.

2. Na avaliação de alguns caciques do DEM, a exposição de Dilma a ajudará cada vez mais, anulando a campanha midiática para marcá-la como “mentirosa” e “truculenta. Já em relação do Serra, considera que a exposição será prejudicial, pela falta de empatia do candidato, por sua própria idade e pela dificuldade em articular discurso anti-Lula.

3. Está cada vez mais intensa a percepção de que Serra não sairá candidato a presidente, por seu receio histórico de correr riscos. Veja bem: é uma percepção que vai se formando, não necessariamente o que Serra estaria pensando neste momento.

4. Em São Paulo, a falta de jogo de cintura do governador provocou um racha inédito. Os três grupos debaixo do guarda-chuva Serra estão em guerra: o de Serra, o DEM de Kassab e o PSDB de Alckmin. Dois dos três candidatos favoritos – Kassab e Alckmin – mantêm um casamento de conveniência, mas não confiam em Serra. Esta guerra deve explodir em breve. Com essa falta de habilidade política, como seria em

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

CONFIRA TAMBÉM A REPORTAGEM “Fortalecido pelo DEM, Aécio decide dar ultimato ao PSDB”, de Cátia Seabra, na Folha de São Paulo, em texto reproduzido por Ricardo Noblat.

SUGESTÃO ADICIONAL DE LEITURA – confira aqui, se desejar, outras notas publicadas pelo jornalista Luis Nassif.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo