Artigos

Hora de ir ao médico – por Gilson Piber

Se você sentir uma dorzinha aqui ou acolá, não pense duas vezes: procure o seu médico de confiança. Ele é o profissional a ser buscado neste caso. Fiz isso ontem (27). Agendei a consulta, via o glorioso convênio IPE-Saúde, do qual sou dependente graças a minha patroa, que é professora estadual. Após analisar o eletrocardiograma, feito minutos antes, o meu cardiologista disse que estou bem, apesar de algumas discretas alterações na repolarização ventricular. Porém, recomendou outros exames para garantir o diagnóstico. A lista é grande. Vamos a eles: teste ergométrico, ecocardiograma com mapeamento de fluxo a cores, TSH ultrasensível, proteína C reativa ultrasensível, colesterol total, colesterol HDL, triglicerídeos, creatinina e ácido úrico. Vou marcar o teste e o eco, e me segurar doze horas em jejum para fazer o exame de sangue (êta parte difícil, ao menos pra mim).

Ainda bem que as alterações na repolarização ventricular, por enquanto, são discretas. Imaginem se fossem espalhafatosas. Daí, sim, estaria bem preocupado. Mas estou tranquilo – até fazer os exames prescritos e receber os resultados -, muito feliz e sete quilos mais magro. Sobre o emagrecimento, para que não paire qualquer dúvida, estou comendo menos e caminhando mais. Claro, tudo dentro do possível. Até porque, ao meio-dia de domingo, adoro comer uma picanha bem assada e beber uma cervejinha gelada. Sou filho de Deus, doutor.

Rumo, assim como os internautas, para o final de 2009. Foi um ano extremamente positivo nas esferas pessoal e profissional. Aliás, os planos de 2010 estão quase prontos. É preciso planejar. Se com planejamento, muita coisa já dá errado, imaginem sem planejamento.

Infelizmente, a maioria dos brasileiros ainda carece de um bom atendimento médico e hospitalar. A saúde precisa ser tratada com mais seriedade. Necessita de mais investimentos por parte dos governos. Recursos humanos de qualidade existem. Não adianta termos prédios e equipamentos, se mais profissionais não são contratados e com uma justa e merecida remuneração. A saúde, urgentemente, precisa ultrapassar a barreira dos discursos pré e pós-eleitorais.

Aos candidatos que vão concorrer na eleição de 2010, recomendo: procurem um médico e façam um check-up geral, principalmente de consciência e respeito ao eleitor. Quando falarem em saúde durante a campanha, pensem nos brasileiros mais humildes, que madrugam atrás de uma ficha, um atendimento, um leito, enfim, buscam melhorar da sua enfermidade para tocar a vida normalmente.

A saúde é o maior bem das pessoas. Valorizem e cuidem da sua. Estou cuidando da minha, afinal, as discretas alterações na repolarização ventricular não podem nem devem avançar. Estou muito bem. Fiquem tranquilos.

Gilson Piber – gilsonpiber@yahoo.com.br

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo