CulturaHistória

A DATA. Ricardo Jobim e o nascimento de Cristo. E de Dionísio, Horus, Krishna, Mithras… Feliz Natal!

“…Coisas que poucos sabem. Historicamente, Jesus nasceu entre 4 a.c. e 7 a.c. E vários perguntam – não deveria ter sido no dia 1 de janeiro do ano 0? Apesar da questão apresentar extrema lógica, isso acabaria por confundir a divisão astronômica dos meses e anos.

A ressurreição vem no terceiro dia. 25 de dezembro. Curiosamente, data de nascimento de diversos Deuses. Muitos com histórias parecidas, nascidos de virgens, com 12 seguidores, que morreram e voltaram três dias após – vide o filme independente “Zeitgeist – a maior história já contada” disponível na internet (youtube.com).

Assim, ilustrativamente, e em homenagem ao natal, não vou ser prepotente e dizer que somente Jesus nasceu nesse dia e que estamos diante de uma só verdade…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do texto “Curiosidades sobre o dia 25 de dezembro”, de Ricardo Jobim, colaborador habitual deste sítio. Ele foi publicado há instantes, e você pode encontrá-lo na seção “Artigos”. Jobim é presidente da subsecção de Santa Maria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo