Eleições 2010Partidos

NA MARRA. PV e Marina roncam grosso com militantes. Tem gente se mandando

Para ter palanque nos Estados, PV de Marina ronca grosso

Amigos do repórter não gostam (e é direito deles) quando este afirma que, no segundo turno, se houver, da eleição presidencial, a maior parte (ou uma parte significativa) do PV e dos apoiadores de Marina Silva ficará com o candidato tucano José Serra. Mas isso é apenas na segunda rodada, se acontecer.

No primeiro turno, embora a aliança tácita com o governador paulista – com o qual os “verdes” estão pegando leve – e as críticas centradas no governo Lula e sua candidata, Dilma Rousseff, o fato é que o PV está fazendo de tudo para garantir palanques estaduais a Marina. Mesmo que as custas de algumas (importantes) defecções, como a acontecida na Bahia.

Mais detalhes dessa estratégia, e de suas conseqüências imediatas, você pode encontrar em reportagem publicada no jornal O Estado de São Paulo. O texto é de Pedro Venceslau e Roldão Arruda, com foto (de arquivo) de José Cruz, da Agência Brasil. A seguir:

Verdes resistem a candidatura própria

…A filiação de Marina Silva ao PV e o lançamento de sua candidatura à Presidência da República estão forçando a Executiva Nacional a medir forças com alguns caciques do partido em diferentes partes do País. O principal motivo das disputas tem sido a resistência desses caciques ao lançamento de candidaturas próprias em seus Estados – uma das exigências de Marina para pôr a campanha na rua. Na maior parte das vezes a Executiva tem levado a melhor.

Foi o que se viu ontem (quarta), quando o ministro da Cultura, Juca Ferreira, oficializou seu pedido de suspensão da filiação partidária pelo período de um ano. Ele foi pressionado pela cúpula do PV, que agora fica mais à vontade para lançar candidato próprio ao governo da Bahia.
Único representante do PV no primeiro escalão do governo Lula, o ministro, que era influente no diretório baiano, defendia a tese de que o partido não tivesse candidato e apoiasse o nome indicado pelo governador Jaques Wagner (PT). Na queda de braço, a Executiva venceu e já definiu o candidato verde – o deputado Luís Bassuma.

Ferreira, por sua vez, ficou livre para apoiar sem nenhum constrangimento a candidata de sua preferência à Presidência, a ministra petista Dilma Rousseff. Os verdes acham pouco provável que ele retorne ao partido em 2011…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo