Artigos

O cúmulo da rapidez – por Daiani Ferrari

Já ouvi trocadilhos dizendo que o cúmulo da rapidez é você olhar no espelho e se ver piscando ou dar voltas ao redor de uma mesa e pegar você mesmo. Mas meu pai foi o autor do melhor “cúmulo da pressa ou da rapidez”, quando ainda namorava minha mãe e, diga-se de passagem, um namoro pra lá de regrado. Minha avó, quando chegava a tardinha e eles estavam namorando na sala, pegava a bombinha de flit (não sou tão nova assim!) e começava a borrifar nos pés dele. Essa era a hora de ir embora. Mas voltando à pressa…

Num dado momento do cortejo, ele soube que minha mãe, na época babá, ia se mudar para Goiânia com a família com a qual trabalhava. Meu pai nem sabia onde ficava a tal cidade, mas resolveu enviar uma carta para sua amada. Como o namoro era muito vigiado, sendo raras as visitas que acho que nem uma despedida teve, por isso a mensagem. Reza a lenda que quando ela chegou lá, a carta já a esperava. Isso sim é o cúmulo da pressa.

Eu sempre peco pela rapidez e pressa. O bolo nunca fica bom porque tiro antes do forno na ânsia de comer logo. Sempre chego antes em qualquer lugar que eu vá e fico horas esperando o compromisso começar. Chego ao ponto de comer tão rápido que às vezes nem consigo sentir o gosto da comida. Só perco para minha avó, que quando ia viajar chegava à rodoviária coisa de três horas antes da partida do ônibus.

Dia desses estava tão cansada que só queria chegar em casa, fazer um lanche, sentar no sofá e erguer os pés. Saí tão rápido, peguei o ônibus mais caro, pensando em chegar o quanto antes, e qual minha surpresa? Na saída de Santa Cruz o ônibus quebrou. Depois de umas duas tentativas de seguir a viagem, o ônibus teve que retornar à garagem, para trocarmos de veículo.

Moral da história. Minha ida a Candelária de meia hora durou uma hora e meia. Só porque eu queria chegar rápido! Sem nada a fazer para remediar o problema, dormi e quase perco minha parada. Se assim acontecesse nem sei qual o cúmulo seria…

E quanto ao Miguel e a Iara… não sei se a carta é real ou lenda, mas o que importa é que lá estão eles, firmes e fortes, com a pressa de antes e sem a menor pressa agora…  

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo