Câmara de VereadoresPrefeitura

MAIO A AGOSTO. Conheça os números das finanças públicas municipais. Eles foram apresentados na Câmara

Reconheço, pelo texto que li, minha incompetência para avaliar se os números são bons ou ruins. Certos sei que estão, porque conheço quem elaborou o relatório. Mas juízo de mérito me sinto sem condições de fazer, pelo menos por enquanto.

Lemos, Rempel e Grace: números das finanças públicas divulgados em audiência pública

No entanto, tenho leitores que sabem tudo do riscado e, responsavelmente, poderão oferecer, se desejarem, a sua opinião. Por enquanto, fiquemos com o material produzido pela assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores – que sediou esta manhã uma audiência pública em que os dados foram informados. A reportagem é de Beto São Pedro, com foto de Pedro Pavan. A seguir:

Câmara recebe relatório da gestão financeira do segundo quadrimestre

A Câmara de Vereadores realizou na manhã desta terça-feira (28) a segunda audiência pública anual da Comissão de Finanças e Orçamento para apresentação do relatório de gestão financeira do Executivo, relativo ao segundo quadrimestre de 2010. A audiência é de caráter obrigatório, determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LC n° 101/2000), com o objetivo de análise dos resultados das metas fiscais previstas na Lei de Diretrizes Orçamentárias do município. Na ocasião, são analisados o resultado primário e o resultado nominal do período.

Participaram da audiência o vereador Werner Rempel, presidente da Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara, o secretário de município Antonio Carlos de Lemos, da Secretaria de Finanças, e a supervisora de gestão financeira da Secretaria de Finanças do município, Grace Strazzabosco. De acordo com os dados apresentados, o segundo quadrimestre do ano (maio, junho, julho e agosto) teve um resultado primário de R$ 45.695.851,51, representado pelo somatório das receitas fiscais líquidas – R$ 224.392.835,32 – menos as despesas fiscais líquidas – R$ 178.696.984,30. No quadrimestre anterior (janeiro, fevereiro, março e abril), o resultado primário foi de R$ 32 milhões, em números redondos R$ 118 milhões de receitas fiscais líquidas menos R$ 86 milhões de despesas fiscais líquidas.

Já em relação ao resultado nominal (saldo da dívida fiscal líquida ao final de um período de referência menos o saldo da dívida fiscal líquida ao final do período anterior) o resultado apresentado foi de menos R$ 35.218.803,96. Isso porque, segundo as explicações, não se realizaram algumas operações financeiras previstas e aprovadas.”

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Importante seria ver estes dados “abertos”, mas infelizmente, o portal da transparência da prefeitura continua desatualizado e sem as informações que deram origem ao relatório quadrimestral. As principais informações estão atualizadas somente até o mês de junho do corrente.
    Fica a solicitação para que a Prefeitura Municipal disponibilize no seu site -portal da transparência – o mesmo relatório apresentado à Câmara de Vereadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo