EducaçãoTrabalhoUFSM

UNIVERSIDADE. Lideranças debatem, na Sedufsm, possível Estatuinte na UFSM

Debate, no auditório da Sedufsm, contou com a presença, inclusive, de dois ex-reitores

Debate reuniu, ontem, duas dezenas de lideranças e integrantes dos três segmentos que compõem a UFSM. A promoção foi das entidades que congregam professores, estudantes e servidores e teve a coordenação de Rondon de Castro, presidente da Seção Sindical dos Docentes da UFSM, em cuja sede aconteceu a discussão. Os detalhes vêm através de material produzido pela assessoria de imprensa da Sedufsm. O texto é do jornalista Fritz Nunes, com foto de Renato Seerig. Acompanhe:

Debate na SEDUFSM encaminha formação  de comissão para discutir Estatuinte

O painel “Estatuinte Universitária”, com o subtítulo “O que queremos para a UFSM?” possibilitou um debate qualificado sobre o tema na noite desta quinta, 16, no auditório da SEDUFSM. Além da presença de representantes dos três segmentos da universidade, tiveram importantes contribuições o ex-reitor da UFSM, professor Tabajara Gaúcho da Costa, que dirigiu a UFSM no período em que foi instituída uma Assembleia Estatuinte (1989-1993), o ex-reitor por duas gestões, Paulo Roberto Sarkis, que na condição de diretor do Centro de Tecnologia, no início da década de 90, participou da discussão da Estatuinte.

Embora um dos pontos centrais da discussão tenha sido o caráter que se pretende para a universidade, houve um encaminhamento prático em relação ao que fazer neste momento. A sugestão do professor da UFSM, Carlos Pires, 2º vice-presidente da Regional RS do ANDES-SN, de que se montasse um grupo com representação dos três segmentos foi bem aceita. Não apenas as representações dos técnico-administrativos e dos estudantes concordaram com a ideia. Os ex-reitores, Tabajara e Sarkis, corroboraram a proposta, que também foi elogiada pelo diretor do Centro de Ciências da Saúde, Paulo Afonso Burmann. O diretor do CCS destacou que a reforma universitária vem sendo implementada pela tática do “comendo pelas beiradas” e, que, por isso, é preciso estabelecer um calendário rápido para as discussões. Uma reunião dos três segmentos ficou marcada para a próxima quinta, 23, no campus da UFSM.

No painel organizado pela SEDUFSM, os convidados foram o ex-reitor Tabajara Gaúcho da Costa, o dirigente da ASSUFSM (sindicato dos Servidores), Eloiz Cristino, o coordenador de Comunicação do DCE, José Luis Zasso e o integrante da Regional RS do ANDES-SN, Carlos Alberto da Fonseca Pires. O coordenador do evento foi o presidente da SEDUFSM, professor Rondon de Castro.

Logo ao início da exposição dos painelistas, Rondon leu uma correspondência eletrônica da chefe de gabinete do reitor justificando a não-participação no debate. Segundo a nota, tanto o reitor como o vice consideraram que pouco teriam a contribuir neste momento, pois as mudanças estatutárias estão em “fase embrionária”. Entretanto, na fala do presidente da SEDUFSM, já haveria um encaminhamento…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo