Partidos

PRIMEIRA REUNIÃO. Petistas, aparentemente, decidem “pegar” leva com Dilma

Na palavra dos dirigentes do Partido dos Trabalhadores, a primeira reunião do Diretório Nacional da sigla será mais uma “festa” do que qualquer outra coisa. Motivos há, pelo menos dois. Um é óbvio: a terceira vitória seguida para o Palácio do Planalto, onde está hoje Dilma Rousseff. Outra é a recondução ao posto do qual nunca saiu (é bom que se diga) o presidente de honra da agremiação, que não é outro senão Luiz Inácio Lula da Silva.

Enfim, há razões para sustentar as afirmações festeiras dos petistas. Mas não é menos verdade, e essa é a interpretação claudemiriana, que os dirigentes do PT ainda não tem muito claro como será sua relação com a Presidente. Que, de resto, é bastante diferente de Lula, na forma de conduzir a gestão do governo.

Por enquanto, fiquemos assim. O PT decidiu “pegar leve” com Dilma. É o que se pode deduzir, inclusive, do material a respeito, publicado em reportagem no portal iG, assinada pelos jornalistas Andréia Sadi, Clarissa Oliveira e Ricardo Galhardo. Confira

Para preservar Dilma, PT enterra debate político

Decidido a evitar que disputas internas dificultem os primeiros meses da presidenta Dilma Rousseff no cargo, o PT enterrou o debate político em sua primeira reunião desde o início do novo governo. Tradicional palco de discussões sobre os rumos do partido, o Diretório Nacional petista vai reunir seus 81 membros no próximo dia 10 de fevereiro sem qualquer pretensão de tirar do encontro uma resolução crítica sobre as linhas de ação esperadas da administração federal.

O objetivo é evitar que se repita o que ocorreu no início do primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, quando as principais críticas ao governo – centradas e temas como a política econômica e as taxas de juros – partiram do próprio PT. No máximo, as correntes internas vão negociar previamente a divulgação de uma resolução política única (no pior dos cenários majoritária), com caráter basicamente protocolar.

Tradicionalmente, a reunião do Diretório Nacional petista dura cerca de dois dias e é precedida por um encontro da Executiva Nacional. Desta vez, ela não vai durar sequer um dia – ocupará somente a manhã do dia 10, enquanto a parte da tarde será dedicada à cerimônia que devolverá a Lula o título de presidente de honra do partido. “Vai ser só festa”, disse o secretário nacional de…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo