EconomiaPartidosPolítica

BENEFÍCIO. Projeto cria 13° para usuários do Bolsa Família. O autor é um tucano

Tem coisas que só a política explica. Mas, afinal, o que defende a oposição em geral e o PSDB em particular? O “bolsa miséria” de outrora, virou programaço durante a campanha eleitoral. E agora é também um benefício que merece até o 13°.

Bem, pelo menos é o que pensa um deputado tucano do Paraná, autor de projeto que tramita em regime conclusivo (isto é, sob determinadas circunstâncias, basta que passe por algumas comissões temáticas e pronto) e que, se aprovado, vai para o Senado.

Quer mais detalhes, inclusiva as explicações do deputado? Confira material produzido pela Agência Câmara de Notícias. A reportagem é de Oscar Telles. A seguir:

Projeto prevê concessão de 13º para beneficiários do Bolsa Família

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 7892/10, do deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), que concede aos beneficiários do Programa Bolsa Família uma parcela adicional do benefício no mês de dezembro, correspondente ao 13º salário dos assalariados. Pelo projeto, essa parcela terá valor correspondente ao maior valor recebido pelo beneficiário ao longo do ano.

O autor afirma que o Bolsa Família tem funcionado como fator de inclusão social e geração renda para a população mais carente e que a ausência do pagamento de um valor adicional em dezembro cria uma discriminação em relação aos trabalhadores…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo