CinemaCulturaMundo

ENTRE FRONTEIRAS. Cinema gaúcho se integra à produção ao cinema sul-americano

Recebi, e por sua importância – afora conter informações que interessam diretamente aos produtores audiovisuais de Santa Maria – reproduzo, material produzido pela assessoria de imprensa do Instituto Estadual de Cinema. O texto é da jornalista Mônica Kanitz. A seguir:

Iecine integra o Fórum Entre Fronteiras

Como uma das metas do plano do governo Tarso Genro, a Secretaria de Estado da Cultura segue estreitando suas relações com o cinema produzido no Mercosul. Depois do ingresso do Instituto Estadual do Cinema (Iecine) na Red de Circulación de Contenidos Audiovisuales, do Uruguai, agora a instituição faz parte do Fórum Entre Fronteiras. Criado em 2007, o Entre Fronteiras é uma organização que reúne 14 entidades audiovisuais do Nordeste da Argentina, Paraguai e Sul do Brasil e tem como objetivo aproximar os realizadores, desenvolver co-produções e promover um circuito de exibição na região de fronteira entre os três países.

O diretor do Iecine, Luiz Alberto Cassol, esteve em Assunción, a capital do Paraguai, nos dias 9 e 10 de abril, para oficializar a entrada do Iecine no Fórum. “Trata-se da primeira instituição brasileira e ligada a um estado da federação que integra a organização”, destaca. O Rio Grande do Sul já está representado por algumas entidades como a Fundacine, CESMA, Cineclube Lanterninha Aurélio, Estação Cinema, Santa Maria Vídeo e Cinema e a APTC/ABD-RS e também com representação nacional, através do Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros – CNC.

O diretor de programação da TVE-RS, o cineasta Guilherme Castro, também participou do encontro, já que muito da produção audiovisual oferecida pelas entidades participantes se destina à televisão.

Uma das iniciativas propostas pelos representantes da Secretaria da Cultura do RS para os integrantes do Fórum é a realização de um Seminário Internacional sobre TV Digital e Agenda Participativa, a ser realizado em Porto Alegre, em junho, e depois na Argentina (em julho, durante o Festival Internacional de Curtas-Metragens de Oberá), com a participação de representantes de todo o Mercosul. Outra atividade que está encaminhada é o lançamento de quatro documentários já produzidos pelo Entre Fronteiras e que falam sobre as particularidades desta região e seus moradores.

Os filmes foram realizados com financiamento do INCAA – Instituto de Cinema e Artes Audiovisuais da Argentina, da SAV – Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura do Brasil, e também com o apoio de instituições dos três países, incluindo a RECAM (Reunièn Especializada de Autoridades Cinematográficas y Audiovisuales del Mercosur). A apresentação dos documentários está prevista para junho, em sessão na Casa de Cultura Mario Quintana, e também com transmissão pela TVE-RS.”

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo