CongressoPolítica

HE!HE!HE!HE! Comissão do Senado sequer entregou propostas da reforma política a Sarney e já querem mudá-las

Noticiei AQUI no domingo que amanhã, quarta, José Sarney receberá o conjunto de 12 propostas para a reforma política, aprovada por uma comissão de 15 senadores – escolhidos de comum acordo, pelas bancadas, não faz dois meses.

Há algumas coisas sem chance alguma de aprovação, no conjunto de decisões desse grupo de parlamentares. Outras, porém, teriam alguma chance, como o fim das coligações nos pleitos proporcionais. Aliás, ainda têm, de vez que interessa aos grandes partidos do Congresso.

No entanto, veja só, antes mesmo de chegar ao presidente do Senado, já estão os líderes (que indicaram os membros da Comissão) a dizer que vão mudar vários pontos. Então, que desculpe o leitor, mas só rindo, mesmo.

Ah, sobre a opinião das lideranças, de resto em boa parte diferente da apresentada na tal comissão, acompanhe material produzido ontem pela Agência Senado. A reportagem é de Iara Guimarães Altafin. A seguir:

Reforma Política: líderes tentarão modificar pontos dos quais discordam 

Lideranças no Senado se preparam para orientar suas bancadas sobre o exame dos itens aprovados pela Comissão da Reforma Política. O relatório da comissão será entregue ao presidente do Senado, José Sarney, na quarta-feira (13). As propostas vão à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e, posteriormente, ao Plenário. Apesar de otimistas, os líderes ouvidos pela Agência Senado são cautelosos ao falar sobre a conclusão da reforma no Congresso.

Todos consideram os temas em debate complexos e polêmicos, a começar pelo sistema proporcional de lista fechada, modelo aprovado pela comissão para eleição de deputados e vereadores. Os partidos que defendem modelos rejeitados pela comissão, como o “distritão” e distrital misto, já anunciaram que irão recolocar suas propostas.

Os senadores prevêem que a polêmica será ainda maior na Câmara dos Deputados. Como a articulação entre as duas Casas ainda está no início, os líderes não arriscam qualquer previsão sobre o futuro da reforma…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo