Política

ANÁLISE. Dilma começaria, agora, o governo de Dilma, dizem os doutos da política

Analista político, seja ele jornalista ou cientista, erra uma barbaridade. Aliás, isso só acontece (em benefício deles, e deste próprio editor) porque eles opinam. Não ficam em cima do muro. E, tal qual na área econômica, também há os doutos. Aqueles que prevêem.

Dito isto, quase como uma forma de desculpa em nome da classe, vamos ao que interessa. O G1, portal de notícias das Organizações Globo, foi em busca da opinião desse tipo de analista. O resultado: enfim, começou o governo de Dilma Rousseff. Por quê? Bueno, confira a reportagem assinada por Andréia Sadi e Iara Lemos. A seguir:

Dilma começa a ‘controlar próprio governo’, avaliam analistas

…Com seis meses no governo, a equipe ministerial de Dilma Rousseff passou pelo seu primeiro “test drive” nesta semana. Duas das principais figuras do núcleo central do governo, Antonio Palocci e Luiz Sérgio deixaram os ministérios da Casa Civil e das Relações Institucionais, respectivamente, pressionados pelos principais partidos aliados. Ambos foram substituídos por duas escolhas pessoais da presidente: a senadora Gleisi Hoffmann e a ex-senadora Ideli Salvatti.

Para analistas ouvidos pelo G1, as mudanças dão a Dilma mais controle sobre o próprio governo, além de reforçar o rótulo de “governo feminino”, uma das bandeiras de sua campanha. Com a reformulação da chamada “cozinha” do governo, o Planalto terá três mulheres nos cargos-chave do governo. 

“Isso é uma coisa interessante. O gabinete realmente adquiriu uma cara feminina. Nesse aspecto é bom. Reforça a própria condição das mulheres no processo político”, avalia o cientista político Leonardo Barreto…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Durante séculos as mulheres foram silenciadas, especialmente ao processo político. As mulheres estadistas da América Latina, estiveram por algum momento sobre os ombros de um homem. É só lembrar de Eva Peron e Isabelita Peron. Mas hoje as trincheiras já estão sendo abertas, mas o que não quer dizer que não poderão haver erros, pois os homens mais erraram do que acertaram, e não é justo querer que as mulheres de uma hora para outra transformem o mundo em um ” Admirável mundo novo”. Utopias a parte. Mas esperamos que a mão feminina trabalhe num país mais solidário economicamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo