EconomiaEducaçãoEstadoJornalismoNegóciosSegurançaTrabalho

LUNETA ELETRÔNICA. Celito De Grandi, bancários x banqueiros, Dilma na ONU, reforma política, diploma de jornalismo…

* Um dos meus (melhores) chefes vem aí. Celito De Grandi, ex-diretor de A Razão e, sobretudo, um dos grandes repórteres já nascidos neste Estado, estará na Fadisma.

* Celito vai autografar, aqui, seu livro mais recente: “Caso Kliemann: a história de uma tragédia”. Será as 6 e meia da tarde desta quinta-feira, na sede da Faculdade (rua Duque de Caxias).

* “Caso Kliemann..” foi lançado há um ano e esteve entre os mais vendidos na Feira do Livro da Capital. Além disso, rendeu duas honrarias (justíssimas) ao autor.

* Celito De Grandi recebeu o prêmio Profissionais do Ano, da revista eletrônica Coletiva.Net e o Troféu Contribuição à Comunicação Social, concedido pela Associação Riograndense de Imprensa (ARI).

* Impasse na negociação salarial entre bancários e banqueiros. Os bancos propuseram 7,8% de reajuste sobre “todas as verbas de natureza salarial”.

* Os trabalhadores consideraram o índice insuficiente, por não representar aumento real e, portanto, bem abaixo das expectativas da categoria.

* O comando nacional dos bancários está reunido para tratar do tema e uma nova negociação com a Fenaban (que representa os bancos) acontece na tarde de sexta-feira.

* Os bancários reivindicam 12,8% (inflação mais aumento real de 5%) e o piso de R$ 2.297,51 retroativo a julho, entre outros pontos da pauta.

* Há também outros pedidos que, para quem conhece um bancário é fácil de entender e apoiar: fim das metas abusivas e do assédio moral e o fim das demissões imotivadas.

* Por falar em reivindicações, seguem as negociações entre o Governo do Estado e as categorias vinculadas à área de segurança pública.

* Uma série de reuniões e assembleias estão ocorrendo desde o início da semana (e outras ainda agendadas) tanto de policiais civis quanto militares e de agentes penitenciários.

* Isso vale para categorias de nível salarial mais baixo e também para os que ganham mais. Todos, em princípio, recalcitrantes em relação às propostas já apresentadas.

* Entre os encontros agendados entre as partes, um está marcado para esta sexta, entre a Chefia da Casa Civil do Piratini e representantes dos policiais civis. Mas não é o único.

* Enquanto isso, em Nova Iorque, é nesta quinta o discurso de abertura da Assembleia das Nações Unidas, a ser proferido pela presidente Dilma Rousseff.

* Antes, ela tem reunião privada com o secretário-geral Ban Ki-Moon e, depois, papeia com o primeiro-ministro britânico David Cameron e com o presidente francês Nicolas Sarcozy.

* Em Brasília, o grande destaque do dia (salvo surpresas que não devem ser desconsideradas) é a votação, por comissão especial, do anteprojeto da reforma política. O relator é o gaúcho Henrique Fontana (PT).

* Financiamento público de campanha e voto em listas estão na relação de propostas. Que passam agora. Mas dificilmente serão aprovadas no plenário – na opinião claudemiriana.

* Está sendo reativada, o que deve acontecer em outubro, a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Diploma de Jornalismo. A iniciativa é da deputada Rebbeca Garcia (PP/AM).

* Entre os integrantes e apoiadores estão o santa-mariense (e jornalista) Paulo Pimenta (PT), autor de PEC que repõe a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo