ColunaPolítica

BARRACO DA ALEMOA. Frida ZenKalo, quem diria, virou “entendida” em arroz. E até em CPI!

Barraco da Alemoa

Por Frida ZenKalo

As dúvidas da CPI do arroz

E iniciou esta semana mais uma trepidante investigação. É a CPI do Arroz, que será comandada pelo sempre combatente, deputado Jorge Pozzobom (PSDB). Primeiramente, os integrantes da Comissão estão tentando se apropriar das informações mais técnicas. Os parlamentares já buscaram assessoria em órgãos como Irga e Emater. Eles querem saber, por exemplo, qual a diferença entre arroz integral e arroz parboilizado. Mmmmmmmm!!!!

Ajuda espírita na Comissão

Jorge Pozzobom, presidente da CPI do Arroz, será auxiliado pelo deputado Marlon Santos (PDT), que será o relator. Conhecidíssimo pelas suas habilidades espirituais, o parlamentar cachoeirense já admitiu que, se for necessário, convocará uma reunião mediúnica para ajudar nos trabalhos da CPI. Uhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!

Professores e a malhação do Judas

No próximo sábado, o Sinprosm realiza o seu jantar baile. Além de comida, bebida e música, há uma ideia de organizar algumas brincadeiras diferentes.  Uma delas seria a escolha e malhação do Judas da educação municipal. My God, secretário Roth, me acuda!

Se o soco virar moda…

Usuária do sistema público de saúde em São Pedro do Sul, indignada por estar há um ano esperando para conseguir realizar um exame, agrediu o secretário de saúde daquele município com um soco. Poucos dias depois, foi conseguido que realizasse o seu exame. Imaginem se a moda pega…talvez alguns secretários de Santa Maria tivessem, que andar com seguranças, se não…Pum! Pum! Pum! Pum!

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. É complicado para o produtor,mas há de se levar em conta,que se aumentou muito as áreas plantadas no país,a alta produtividade e ainda a importação,são fatores importantes ,além disto houve um aumento nos custos do agricultor e aí sim teria que se investigar.Nós no RS perdemos a posição de sermos a referência nacional de maiores ou até mesmo únicos produtores de determinadas culturas,se abriram muitas fronteiras agrícolas no resto do Brasil,e o Brasil é grande.

  2. Caro Claudemir, me parece que vc está “zoando” de um tema mto importante.Tem mta gente que não é profissional da área mas não deixa de debarter temas importantes para a sociedade. Escuto mto isso no teu programa de rádio. Eu, ex agricultora, tenho mto interesse. Já deixei de plantar por que não estava mais tendo uma lucratividade que me sustentasse. Porque? Bem é isso que eles querem descobrir. É bom pra nossa região central que , aliás, já foi a maior plantadora de arroz. Isso é sério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo