EstadoPolítica

TARSO DESAFIA: Com pouco tempo de governo, “ninguém teve política salarial melhor”

Tarso Genro: sucesso nas negociações com servidores é “infinitamente maior que os atritos”

O governador Tarso Genro, eleito em primeiro turno no ano passado, completou no final de semana nove meses de governo. A mídia, claro, chamou a atenção para o fato. E realçou virtudes e problemas enfrentados pelo titular do Palácio Piratini.

Ninguém fez melhor, no entanto, que o excelente jornal eletrônico Sul21. Numa ampla entrevista, fez um verdadeiro balanço deste período. O destaque, inclusive pela orientação política do governador, foi a relação de Tarso e do governo, com os servidores públicos.

Mas não foi apenas isso, claro. E vale a pena, meeeesmo, conferir o conteúdo da reportagem assinada por Benedito Tadeu César, Daniel Cassol e Rachel Duarte. A foto (de Caco Argemi, da AI/Piratini) é do arquivo do sítio. A seguir:

 “Tarso: ‘Desafio que apontem quem teve política salarial melhor’

Em meio a protestos de servidores públicos por reajuste salarial e antes de uma reunião com os governadores dos Estados do Conselho de Desenvolvimento da Região Sul (Codesul) para reforçar a campanha pela partilha do petróleo, o governador Tarso Genro recebeu o Sul21 na última quinta-feira (29). Na entrevista, ele avaliou os primeiros nove meses de governo no Rio Grande do Sul e defendeu a política de reajustes para o funcionalismo público.

“Desafio que alguém nos aponte quem teve uma política salarial melhor para os servidores do que o nosso governo, em nove meses. Aumento sempre superiores à inflação e início de uma recuperação dos salários dos professores e da segurança pública”, disse Tarso Genro.

Na conversa, o governador deu detalhes sobre as investigações sobre a autoria das ameaças com falsas bombas registradas nas últimas semanas do Estado, reafirmou o compromisso de pagar o piso nacional do magistério até o final de seu mandato, defendeu o novo sistema de avaliação da educação, comentou a negociação da dívida dos Estados com a União e as perspectivas com a próxima visita da presidenta Dilma Rousseff, rebatendo as críticas da oposição de que o governo ainda não teria um rumo definido…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. -Admiro muito meu Amigo Tarso Genro, mas se ele vai cair naquele do …Nunca dantes neste país, começa a decepcionar.
    Sobre salarios quem pode opinar são os que sofrem na carne como a Policia Civil e os Brigadianos. Já tem muitos com saudades do tempo da Yeda Crusius.

  2. O que ele disse:
    “Desafio que apontem quem teve política salarial melhor”

    O que ele quis dizer:
    Nossa política salarial é tão medíocre quantos as dos governos anteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo