PartidosPolítica

MINISTÉRIO. Para não perder a mão, PDT já admite cortar um dedo. No caso, Lupi

É simples. O PDT está bastante desconfiado que, se esperar janeiro para tomar uma decisão, corre o sério risco de perder o Ministério do Trabalho, na reforma de governo que se anuncia para aquela data, patrocinada pela Presidente Dilma Rousseff.

Diante dessa iminência, e com o óbvio desgaste do atual titular do posto, partiria do próprio partido a negociação para defenestrar Carlos Lupi – aliás, presidente nacional licenciado da sigla. E foi disso, e nada mais, que tratou a direção pedetista, ontem. Os detalhes chegam através de reportagem assinada por Maria Lima, Isabel Braga e Gerson Camarotti, no jornal O Globo, e reproduzida pelo blogue de Ricardo Noblat. Confira:

PDT discute tirar Lupi para manter ministério

… Diferentemente do que pretendia o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, a reunião de terça-feira da Executiva Nacional do PDT discutiu a antecipação de sua saída do cargo. Até aliados de Lupi, como o deputado Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho da Força, admitiram que o afastamento dele do comando da pasta – antes da reforma ministerial prevista para janeiro – pode evitar o que os pedetistas mais temem: a perda do Ministério do Trabalho.

O objetivo inicial da Executiva era passar o rolo compressor em cima dos chamados “éticos do partido”, que defendem o afastamento imediato de Lupi do ministério, e aprovar uma nova manifestação pública de apoio a ele. Porém, nem essa nota foi divulgada. Lupi entrou e saiu da reunião sem falar com a imprensa, bem diferente do que fizera há duas semanas, quando disse duvidar que a presidente Dilma Rousseff o demitiria.

Nos bastidores do PDT, a saída de Lupi do ministério, em duas ou três semanas, está sendo considerada…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo