PERDEMOS (2). Prefeitura lamenta. Mas ressalta esforços para atração de investimentos

A prefeitura acaba de divulgar, via Coordenadoria de Comunicação Social, uma nota oficial. Nela, re refere aos esforços feitos pelo município para a vinda da montadora chinesa – que acabou optando por Camaquã. É óbvio que a decepção existe – inclusive porque combinada com perda recente, a da Hyundai, que foi para São Leopoldo.

No entanto, percebe-se, pelo texto, o esforço para seguir em frente, ressaltando as boas condições de Santa Maria para receber investimentos. E, cá entre nós, faz sentido. Nem poderia ser diferente. Confira você mesmo, na íntegra:

Mais uma vez Santa Maria figura no visor do desenvolvimento do Rio Grande do Sul (RS) ao disputar com apenas outra cidade (Camaqua) os investimentos de uma montadora de caminhões chinesa. Não menos importante que o resultado dessa disputa é o fato de Santa Maria figurar entre os municípios do RS lembrados para disputar e receber grandes empreendimentos, sejam eles de capital nacional ou internacional. Foi assim com a gigante alemã fabricante de blindados Krauss Maffei Wegmann (KMW), que está se instalando no Município; com a coreana Hyundai, que está prestes a iniciar a construção de uma fábrica de elevadores na região do Vale do Sinos e, mais recentemente, com o braço da gigante chinesa Dongfeng, que optou por se instalar na região Sul do Estado. 

Ao longo dos últimos três anos e três meses a Prefeitura de Santa Maria não mediu esforços para atrair investimentos e incentivar iniciativas empreendedoras locais, para geração de emprego e renda. A municipalização e o licenciamento ambiental do Distrito Industrial (DI), aguardada há mais de três décadas, está atraindo 19 novas indústrias e possibilitando a instalação e ampliação de outras 18 unidades 100% santa-marienses, o que representa um investimento de aproximadamente R$ 59 milhões na economia local. Entre elas está a fábrica de alimentos da Parati, que durante anos aguardou por parte da Prefeitura a liberação do DI e que sozinha irá gerar cerca de 300 empregos diretos.. Somando as empresas de fora e as da cidade que estão se instalando no parque produtivo ou ampliando suas plantas, são mais de 2 mil empregos diretos que estarão sendo disponibilizados nas áreas de alimentação, metal mecânica, moveleiro e biomédica, essencialmente. 

Soma-se à revitalização do DI um conjunto de políticas públicas que confere a Santa Maria o status de município com melhor modelo de desenvolvimento entre as cidades de médio e grande porte do RS, conforme avaliação feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A Lei da Inovação, do Micro e Pequeno Empreendedor Individual, a Sala do Empreendedor, Agência de Desenvolvimento de Santa Maria (ADESM), a construção do Santa Maria Tecnoparque, unindo Poder Público, universidades e iniciativa privada, os benefícios concedidos por lei municipal, a mão de obra qualificada formada por oito instituições de ensino superior, o alto potencial de consumo e índice de qualidade de vida são os principais atrativos que Santa Maria oferece para atrair novos investimentos, gerando mais emprego, renda e tirando mais de 3 mil trabalhadores da informalidade. 

Este é o cenário de desenvolvimento que a cidade vive e oferece aos investidores que buscam novas alternativas de mercado e de expansão de seus negócios, com todo o apoio dado pela Prefeitura de Santa Maria, seja na prospecção ou na instalação de novas unidades produtivas. É assim que continuaremos trabalhando, disputando todo e qualquer investimento que possa gerar emprego, renda e desenvolvimento em nossa cidade.

Prefeitura Municipal de Santa Maria

SIGA O SITÍO NO TWITTER



9 comentários

  1. joseph k.

    a kmw foi disputada com qual cidade mesmo ??? pelo que lembro era sma X sma…
    se disputasse a kmw com a vila bloch, perigo perder também…

  2. Adriano

    Uma pergunta que não quer calar: Se a Prefeitura de Santa Maria fosse do PT e o Governo do Estado do RS sendo do PT, as coisa não seriam diferentes??? No final da história, tudo orbita nos “interésses” como dizia Brizola…

  3. jaci.borreau@gmail.com

    A KMW segue como uma possibilidade. É uma oficina grandinha.
    Perdemos para CAMAQUÃ! Empatamos com quem?
    eu já sabia avisei, Camaquã fica entre Porto Alegre e Rio Grande, perto de aeroporto e PORTO.
    Temos que para de exaltar a cidade como de boa localização geografica! Chega! estamos bem para ser um polo da regiao centro, de fazer aqui coisas de impacto regional… nossa logisitca é pessima.

  4. Marcelo

    Esse papo do governador ser imparcial é besteira. Esperto foi o vice governador que deu uma aula de articulação política aos nossos representantes Santa Marienses (prefeito, deputados e o Governador do Estado). Mostrou a cara e levou a montadora.

    REFLEXÃO PARA TODOS: Em Santa Catarina semana montadora de caminhoes Sinotruk anuncio LAGES para ser a sede da sua unidade. Lembrando que o Governador de Santa Catarina é o Raimundo Colombo, que nasceu em Lages e já foi três vezes prefeito dessa bela cidade sulista na serra catarinense.

  5. Alfredo

    Atenção eleitores, vamos dar mais um oportunidade ao prefeito para fazer mais uma viajem ou duas atrás de industrias,vamos dar mais 4 anos pra ele porque o homem é bom, nomeou até uma representante de |Santa Maria na china lembram?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *