AssembleiaCâmara de VereadoresEducaçãoEleições 2014HistóriaPartidosPolítica

LUNETA ELETRÔNICA. Paim por aqui, Assembleia, nada para votar, Elle de volta, Dilma e os royalties…

* O senador Paulo Paim (PT) estará em Santa Maria no sábado. Vem participar da mesa redonda sobre Políticas Alternativas, no Colégio Técnico Industrial da UFSM.

* O evento faz parte da III edição do Ciclo de Estudos sobre História e Cultura Afro Brasileiras, e será no auditório do Centro de Ciências Rurais, no campus.

* Aliás, o Ciclo é integrante da programação da 24ª Semana Municipal da Consciência Negra e é uma realização conjunta com o Museu 13 de Maio.

* São 18 as MATÉRIAS em condições de ser votadas nesta semana, pela Assembleia. A definição sobre quantas e quais ocorre no final da manhã desta terça, em reunião dos líderes dos partidos com a direção do parlamento.

* Há uma chance, porém, de nada ser votado. Inclusive porque não há acordo sobre o primeiro ponto a ser votado – e que já fez o plenário ser esvaziado nas últimas semanas.

* Trata-se da Proposta de Emenda Constitucional (de autoria de Ernani Polo, do PP), que torna impositiva no orçamento a aplicação dos recursos da Consulta Popular.

* Ora o governo, mas especialmente a oposição, diante de uma eventual derrota, retira o quórum. Então, resta ver como será agora. Mas…

* Beeem mais tranquila é a vida dos vereadores de Santa Maria. A depender da Ordem do Dia constante do Boletim Legislativo 066/2012, só mesmo eventuais discursos para “salvar” a sessão desta terça – a única da semana.

* Não há (a menos que seja incluído de última hora) um único projeto minimamente relevante para ser votado. Então, só para a semana próxima.

* Aliás, o feriado de quinta, e que leva à inexistência da sessão ordinária, deve ser o responsável pela enxurrada de requerimentos, aqueles, indefectíveis, solicitando serviços públicos. São exatos 38.

* Deu na revista “Época”, a publicação das organizações Globo: pelo menos três partidos da base governista estudam colocar candidato a Presidente, em 2014.

* Seriam eles o PSB (Eduardo Campos), o PDT (quem?) e o PTB – que cogita lançar o senador Fernando Collor. Sim, aquele mesmo, que já foi Presidente e foi defenestrado do poder, via impeachment, em 1992. Pooois é.

* Se bem que tudo, cá entre nós, depende das articulações de Dilma Rousseff. Que, diz-se, está prestes a fazer uma enxuta reforma ministerial.

* Um dos premiados seria o PSD (sim, do Marion Mortari), que passaria a integrar a base do governo e ocuparia o ministério da Micro e Pequena Empresa, que será (quem duvida) aprovado nesta terça, pela Câmara dos Deputados.

* A propósito, os deputados federais também podem votar, nesta semana, o chamado “marco civil da internet”. E, de inhapa, acabar com a assinatura básica na telefonia.

* Semana passada, os parlamentares chancelaram o Projeto aprovado pelo Senado sobre a distribuição dos royalties da produção de petróleo.

* Pelo que foi definido, todos os estados e municípios (produtores ou não) têm direito a uma parte do quinhão. Agora, a decisão fica para a Presidente Dilma Rousseff.

* O texto já está no Palácio do Planalto e Dilma tem 15 dias úteis (que vencem em 30 de novembro) para decider se sanciona ou veta – no todo ou em parte. Tcham-tcham-tcham-tcham!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo