EducaçãoHistóriaPolítica

HISTÓRIA. Afinal, quem foi Carlos Marighella? Uma ex-militante e um jornalista se dispõem a responder

Magalhães: biógrafo de Marighella
Magalhães: biógrafo de Marighella

Um especialíssimo “Cultura na Sedufsm” acontece nesta segunda-feira. Supõe-se (acertadamente, aliás) que o tema possa atrair muitos interessados, sejam eles favoráveis ou contrários à ação de Carlos Marighella, o objeto do debate que traz a Santa Maria, provavelmente, o cara que mais conhece a história dele, o jornalista Mário Magalhães.

Também vêm ao encontro a professora Ana Maria Estevão, que foi companheira de lutas de Marighella e, também, de outra figura por demais conhecida, Dilma Rousseff.

Para saber mais do que vai ocorrer a partir das 7 da noite, no plenário da Câmara de Vereaodres, e também ter acesso a links contendo entrevistas especiais com Magalhães e Ana Estevão, confira o material produzido pela assessoria de imprensa da Seção Sindical dos Docentes da UFSM, promotora do evento. O texto é de Fritz R. Nunes. A seguir:

Sindicato resgata debate sobre resistência à ditadura

cultura na sedufsmA história de Carlos Marighella é a história da resistência do povo brasileiro à ditadura militar instalada no país entre 1964 e 1984. Por isso, a Sedufsm cumpre um papel fundamental ao resgatar aspectos importantes desse período, ainda hoje encobertos pelo manto do silêncio. O comentário é do professor Rondon de Castro, presidente da Sedufsm, destacando a relevância de “Marighella, o homem por trás das letras”, a 57ª edição do Cultura na Sedufsm, que acontece na segunda, 13 de maio, às 19h, na Câmara de Vereadores, e que contará com a presença do jornalista Mário Magalhães e da professora Ana Estevão, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Ana Maria: ex-militante da ALN
Ana Maria: ex-militante da ALN

Magalhães é autor de “Marighella, o guerrilheiro que incendiou o mundo”, editado pela Companhia das Letras, com 600 páginas, uma obra que resulta de uma pesquisa de mais de nove anos. Estará com ele na mesa de debates a ex-companheira de luta de Carlos Marighella, Ana Maria Ramos Estevão, atualmente docente no curso de Serviço Social da Unifesp, mas que entre o final dos anos 60 e o início dos 70, atuou na Ação Libertadora Nacional (ALN), grupo armado criado por Marighella. O coordenador do debate é o professor da UFSM e diretor da Sedufsm, Humberto Gabbi Zanatta.

Para Diorge Konrad, professor do departamento de História da UFSM, um evento em que estará presente um autor reconhecido por fazer o resgate histórico sobre um personagem da resistência ao autoritarismo (Carlos Marighella) que imperou no país a partir de 1964, é de extrema relevância. Não menos importante é que esse pesquisador vai poder dialogar com uma ex-militante (Ana Estevão), que vivenciou na pele as agruras da ditadura militar…

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

LEIA TAMBÉM ENTREVISTA COM MÁRIO MAGALHÃES (AQUI)

CONFIRA IGUALMENTE ENTREVISTA COM ANA ESTEVÃO (AQUI)

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo