PolíticaPrefeitura

PREFEITURA. Enfim, o secretariado ficará completo. Já o sucedâneo do Instituto do Planejamento Urbano…

Fonte do editor, bem localizada tanto no Escritório na Cidade quanto na secretaria de Desenvolvimento Econômico, e com boas conexões junto ao Palacete da SUCV, garante: a qualquer momento, o prefeito Cezar Schirmer vai anunciar que, sim, Jaques Jaeger, será o secretário de Desenvolvimento Econômico. Mais: deverá empossá-lo com a devida solenidade.

O que não está claro, ainda, embora não se reduza o mico de anunciar um integrante do primeiro escalão e somente 45 dias depois conseguir entronizá-lo, é se a prefeitura vai bancar a diferença salarial (seria algo parecido com R$ 5 mil mensais), pois Jaeger é gerente regional do SEBRAE, ou se o futuro secretário decidiu perder parte do que ganha hoje para virar secretário. O fato é que esse enrosco estaria resolvido. E, enfim, o trabalho na área vital para o projeto de Schirmer poderá começar a pleno.

Resolvida essa questão, passa-se a outra. Que, convenhamos, também é pouco aceitável do ponto de vista da gestão. Qual? O município não tem mais o Escritório da Cidade. É irrelevante, até, se isso se deu já legalmente ou não. Na prática, trata-se de uma autarquia moribunda. Que, no entanto, não tem sucessor. Afinal, o substituto, pomposamente intitulado Instituto de Planejamento Urbano de Santa Maria, ainda não existe. Falta a lei que o crie e que determinará, por exemplo, seu quadro de funcionários. E mais: haverá concurso para preencher as vagas? Serão transferidos servidores de outros setores? Serão apenas cargos de confiança?

Tudo isso ainda não se sabe, pois não chegou ao Legislativo o projeto que trata disso e de outras situações envolvendo o IPUSM. Ah, mas o organismo já tem presidente conhecido: Carlos Alberto Robinson. Que, por sinal, ainda não foi nomeado. Nem poderia, pois seria o dirigente de um espectro, apenas.

Resta aguardar. Aliás, como se diz nos corredores do Centro Administrativo e do próprio Palacete, é o que mais se têm feito por ali, desde que o ano começou.

EM TEMPO: a cidade precisa, mais que os seus comandantes, que essas circunstâncias sejam aclaradas. Afinal, Santa Maria não pode ficar indefinidamente com um comando claro (sim, quem manda é Cezar Schirmer), mas comandados sem um norte – e um sul, um leste e um oeste.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

5 Comentários

  1. Obrigado por lembrar quem é que manda, já tinha até esquecido! hehehe Pra que oposição, com um fogo-amigo tão eficiente?

  2. Falando em autarquia moribunda, tem gente que acha que a agencia de desenvolvimento é uma vantagem competitiva.
    No mais, para grande maioria da população, a estrutura interna da prefeitura não interessa. Simplesmente porque não tem a mínima repercussão no dia a dia.
    Planejamento sem os meios para implementar o planejado é inútil. Vide travessia urbana, anunciada e re-anunciada. E adiada. Desenvolvimento economico cheira a “Estado (lato sensu) indutor da atividade econômica”. Não creio.
    No mais é a oposição fazendo barulho. Propostas? Nenhuma. Só barulho. Somos contra porque somos contra.

  3. Esse governo está sem rumo. Não tem direção, perdeu-se o tino. Estão tão atordoados que se quer aparecem para a comunidade, apenas por meio de nota de imprensa. Enclausurados em seu palacete, parece que o prefeito não deslancha o seu segundo governo que poderia sedimentá-lo como grande governante, visto a reeleição. Porém arrasta-se em indefinições pífias, cômicas, é uma tragédia atrás da outra. Parece não ter fim esse caos. Vão querer concertar tudo nos últimos anos? Lembrando que ano que vem é ano eleitoral, portanto, vai-se o governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo