Câmara de VereadoresSanta MariaTragédia

NÃO CUSTA LEMBRAR. A incrível tentativa de matar a “CPI da Kiss” através de uma inusitada “eutanásia”

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 25 de abril de 2013, quinta:

CPI DA KISS. Já que não conseguiram matá-la ao nascer, agora governistas pregam eutanásia na prática

… Desligar os aparelhos. Fazer a paciente morrer. Ela que, afinal, nem deveria nascer e só veio ao mundo porque a oposição insistia em pari-la. Mas já que nasceu, e permaneceu doente até agora, dada a absoluta inanição, submetida a um regime de fome total, pois não foi alimentada como deveria e como os parentes (sem trocadilho) gostariam, o jeito é exterminá-la. Mas não de uma tacada só, porque aí o crime poderia ser percebido.

Então, o que fazer? Ora, a eutanásia. Desligam-se os aparelhos e, por 30 dias, não se dá mais um mísero comprimido. Depois, quando a paciente já estiver com morte cerebral, dá-se-lhe algumas gotinhas (de preferência um depoimento amigo, como a quase totalidade até agora). Com o perdão da analogia infame (ou alegoria, para usar uma palavra da moda), é mais ou menos essa a receita dos governistas para a CPI da Kiss – que não queriam, mas como era inevitável, preferiram chamar de sua…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI                         

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, é praticamente irrelevante dizer que a CPI deu o que tinha que dar, conforme os desejos dos que a criaram. Isto é, em nada. Mas aquele lance, de parar os trabalhos por um mês, foi, mesmo inusitado.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo