CulturaPrefeituraSanta Maria

VILA BELGA. Atílio Alencar estranha e desconfia da anunciada compra de casa pela Prefeitura. Ele explica

chamada atílio“….Justifica-se, de fato, tanto o estranhamento quanto a desconfiança, se recapitularmos rapidamente o que vem sendo feito em termos de investimentos públicos para a cultura pela atual administração: o orçamento para a pasta da cultura segue estagnado num nível vergonhoso; a LIC Municipal carece de profundas reestruturações para livrar artistas e pequenos produtores da lógica do tráfico de influências entre empresários e grandes produtoras; a implementação do Fundo de Cultura é empurrado com a barriga ano após ano; espaços importantes como o Bombril, a Concha Acústica, a Casa de Cultura e a Gare estão abandonados ou em pleno processo de decadência; não há políticas públicas voltadas para a cultura nas periferias – tudo isso enquanto os grandes eventos co-produzidos pela prefeitura, como a Tertúlia, gozam de ótimas garantias…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra de “A cultura de pratos vazios”, de Atílio Alencar. Graduado em História pela Universidade Federal de Santa Maria, atualmente trabalha com gerenciamento de mídias sociais e colabora com veículos de comunicação livre. Suas opiniões e críticas exclusivas estão disponíveis neste sítio todas as quartas-feiras

OBSERVAÇÃO: a foto que ilustra este texto é uma reprodução.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Parece um absurdo mas, para poder gastar, é preciso ter dinheiro. Pelo que sei, a Vila Belga é tombada pelo município há mais de 20 anos. E se os proprietários não tem condições de manter as características e a conservação do local, o município tem que entrar com o dinheiro.
    Dependendo de como utilizarem, pode gerar receita e criar recursos para serem aplicados ou, no mínimo, diminuir as despesas.
    Criticar por criticar é fácil.

  2. GEF, obrigado pela leitura assídua dos textos, e pelas contribuições constantes. É um bom debate este sobre o futuro da Vila Belga. Mas peço que releia o texto: não estou 'criticando por criticar'; há alguns apontamentos que indicam a situação atual dos aparelhos culturais na cidade, tu chegou a ler? Mas enfim, bacana demais tuas críticas, quando não vem sublinhadas por nenhuma afetação contra minha suposta 'esquerdopatia'. Argumentos se combatem com argumentos, não com ataques subjetivos. Abraços e seguimos.

  3. "Argumentos se combatem com argumentos, não com ataques subjetivos."
    Segura esta, GEF/BLEF, você que esta sempre à defender, atual administração.
    A qual não consegue cuidar, dos recursos da saúde, para ficarmos no ultimo, ato falho, do tal sindico.
    Que falou,"Tudo que se refere a Santa Maria, eu cuidarei.
    O que estamos vendo,é à incapacidade gerencial, do dito cujo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo