Copa 2014EstadoPartidosPolíticaSegurança

A TARSO. Bancada tucana encaminha documento pedindo que segurança seja garantida durante a Copa

Pozzobom, para Tarso, na Copa: “esperamos que suas decisões sejam equânimes, imparciais e isentas, acima de qualquer matiz ideológico”
Pozzobom, para Tarso, na Copa: “esperamos que suas decisões sejam equânimes, imparciais e isentas, acima de qualquer matiz ideológico”

Opinião claudemiriana: o PSDB está tentando marcar posição. É legítimo. Mas, convenhamos, garantir a segurança do cidadão é um dever do Estado em qualquer circunstância – e não apenas durante um evento, por maior que seja. Mais: ao que parece, e também isso é legítimo, o objetivo da bancada tucana no parlamento gaúcho também é chamar atenção para o seu próprio projeto, que proíbe o uso de máscaras durante manifestações publicas.

Mas, enfim, isso é apenas opinião. Agora, ao fato: o PSDB encaminhou um documento ao governador Tarso Genro. Sobre isso (e também a íntegra, lá embaixo) acompanhe material produzido pela assessoria de imprensa da bancada tucana, liderada pelo santa-mariense Jorge Pozzobom. O texto é de Luiz Gustavo Machado. A seguir:

PSDB encaminha manifesto ao governador em defesa da segurança do cidadão durante a Copa

Na véspera da abertura da Copa, a Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa encaminhou ao governador Tarso Genro manifesto em defesa da segurança do cidadão diante da iminência de protestos e atos de vandalismo na realização do mundial. No documento, enviado nesta quarta-feira (11) ao Executivo Estadual, o líder da bancada tucana, deputado Jorge Pozzobom, requer que as autoridades policiais busquem proteger as pessoas nas ruas agindo com energia na repressão do vandalismo.

Conforme explicou Pozzobom, a carta elaborada pela bancada aproveita também para exigir explicações do governador sobre atitudes lenientes adotadas pela administração estadual durante manifestações ocorridas desde junho do ano passado. O deputado questionou a ausência de medidas do governo para minimizar os atos de vandalismo desde que os protestos começaram. “É nosso dever lembrar que a base do governo vêm obstruindo sistematicamente a tramitação do Projeto de Lei 283/2013, na Assembleia, que proíbe a utilização de instrumentos para a prática de vandalismo e determina a identificação dos vândalos, vedando o uso de máscaras”, ressaltou.

No documento Pozzobom destacou, ainda, que deve ser observada a recomendação conjunta do Ministério Público Federal e Estadual às forças de seguranças quanto à identificação dos policiais em possíveis manifestações, com “nome de guerra” fixado na farda, como um dos requisitos da garantia da ordem jurídica. Entretanto o parlamentar enfatizou a posição do partido sobre o uso de máscaras nos protestos. “O PSDB concorda com esta recomendação, mas defende a Constituição que veda o anonimato de quem pratica atos de vandalismo”, defendeu.

Ao encerrar o líder tucano faz uma solicitação ao governador quanto à orientação das decisões no âmbito da segurança. “Esperamos que as decisões de seu governo sobre a segurança pública ao longo da realização da Copa sejam equânimes, imparciais e isentas, acima de qualquer matiz ideológico”, concluiu.”

PARA LER A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo