EconomiaEconomia Solidária

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Organização aguarda mais de 200 mil visitantes nos eventos da próxima semana

Plenária, na Câmara, reuniu um punhado de gente que deverá trabalhar nos eventos
Plenária, na Câmara, reuniu um punhado de gente que deverá trabalhar nos eventos

A meta é ambiciosa. Mas factível, acredita a irmã Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança e dos eventos da economia solidária que acontecem em Santa Maria no final da próxima semana. Organização não falta para isso, é bom que se diga.

Para saber mais de tudo isso, e também outros detalhes da 21ª Feira Internacional do Cooperativismo e da 10ª Feira Latino Americana de Economia Solidária, acompanhe material produzido e distribuído pela assessoria de imprensa dos eventos. O texto e a foto são de Maiquel Rosauro. Acompanhe:

Meta da 21ª Feicoop é reunir mais de 200 mil pessoas 

Falta quase uma semana para o início do maior evento de Economia Solidária da América Latina. A 21ª Feira Internacional do Cooperativismo e a 10ª Feira Latino Americana de Economia Solidária serão realizadas de 18 a 20 de julho, em Santa Maria. A meta este ano é bater o número recorde de visitantes de 2013.

– Ano passado, tivemos 200 mil visitantes. Nesta edição queremos ultrapassar esta marca, pois a Feira está muito bem articulada internacionalmente – projeta irmã Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança.

Na edição passada, mais de mil empreendimentos de Economia Solidária estiveram presentes, oferecendo mais de 10 mil variedades de produtos oriundos da Economia Solidária e Agricultura Familiar. Além disso, quase 30 países estiveram representados.

A Feicoop será realizada no Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, nos fundos do Parque da Medianeira. A área da Feira tem cerca de 11 mil m². Este ano, o local irá ganhar um novo pavilhão, com área de 956 m², que tem o apoio do governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria da Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe), no valor de R$ 600 mil.

Além da comercialização de produtos, durante os dias de Feira também irão ocorrer conferências, seminários, oficinas, debates, momentos culturais e shows. Destaque para a 14ª Mostra da Biodiversidade e Feira da Agricultura Familiar, 10º Seminário Latino Americano de Economia Solidária, 10ª Caminhada Internacional e Ecumênica pela Paz e Justiça Social e 10º Acampamento do Levante Popular da Juventude.

– Este ano vamos atender uma das solicitações da Feira do ano passado e realizar um dia de formação. Na quinta-feira (17), às 14h, irá ocorrer o Encontro Nacional de Economia Solidária, que visa promover mais conhecimento aos expositores e visitantes – explica irmã Lourdes Dill.

A Feicoop é promovida e realizada pelo Projeto Esperança/Cooesperança, Arquidiocese de Santa Maria, Prefeitura Municipal de Santa Maria e Banco da Esperança. O patrocínio é de Cáritas, Campanha da Fraternidade, BRDE, Sicredi, IRGA, Banrisul, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, SUS, Anvisa, Sebrae, BNDES e Petrobrás.

Mutirão de limpeza começa nesta quinta-feira

Na segunda-feira (7), centenas de representantes de grupos de Economia Solidária compareceram na Câmara Municipal de Vereadores de Santa Maria para participar da Plenária Geral de Preparação para a Feicoop. Durante o encontro foram discutidas as ações que serão realizadas nos próximos dias.

Nesta quinta-feira (10), tem início o mutirão de organização e limpeza do Centro de Referência em Economia Solidária. Já no sábado (12) será realizada a limpeza do local. Entre segunda e quarta-feira ocorre a montagem das mesas dos expositores. A meta é estar com tudo organizado na manhã de quinta (17).”

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Na última reunião das equipes de organização da FEICOOP 2014 hoje de manhã.Foi comentado o apoio recebido do site do Claudemir Pereira na divulgação da FEICOOP .A comissão de organização agradece ao apoio recebido .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo