AssembleiaSaúde

SAÚDE. Conselho de Farmácia homenageia Valdeci, pela lei da Semana do Uso Racional de Medicamentos

Nelci Dias (na tribuna) representou Valdeci, na solenidade promovida pelo CRF/RS
Nelci Dias (na tribuna) representou Valdeci, na solenidade promovida pelo CRF/RS

Os profissionais de Farmácia, por seu organismo de classe, prestou homenagem ao deputado Valdeci Oliveira. Ele é o autor da lei que institui a Semana Estadual do Uso Racional de Medicamentos. Para saber mais da solenidade, na qual o parlamentar foi representada  por farmacêutica que integra a assessoria da bancada petista, acompanhe o material produzido e distribuído por sua assessoria de imprensa. A reportagem (texto e foto) é de Tiago Machado. A seguir:

Valdeci recebe homenagem do Conselho Regional de Farmácia

Autor da Lei que institui a Semana Estadual do Uso Racional de Medicamentos, o deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) foi um ​dos homenageados pelo Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do Sul (CRF-RS), em Sessão Plenária Especial da entidade nesta segunda (08), no Memorial da Assembleia Legislativa. Conforme a lei, as atividades da Semana devem ocorrer, anualmente, entre os dias 05 e 11 de maio, para conscientizar a população e mobilizar sobre a importância da prudência no consumo de remédios e evitar a automedicação. 

Representando o deputado Valdeci, a enfermeira Nelci Dias, assessora da bancada do Partido dos Trabalhadores no Parlamento, recebeu a homenagem da instituição. Ela destacou o importante papel do Conselho na valorização do profissional da saúde. “A saúde pública é uma área essencial para a sociedade. A farmácia e o medicamentos são serviços de saúde e não mercadorias”, afirmou.

Por compromissos em Santa Maria, Valdeci não esteve presente no ato, mas o deputado agradeceu a homenagem e se colocou à disposição da categoria para auxiliar na luta contra a MP 653/14 que tramita no Congresso Nacional. “É uma pauta importante, que também envolve outras categorias, mas especialmente os farmacêuticos. Precisamos ter farmacêuticos nos estabelecimentos e a MP pretende flexibilizar demais esta necessidade. Apoiamos a intenção do Conselho em modificar o conceito de farmácia de um local que só comercializa medicamentos para um espaço que ajuda a cuidar da saúde da população”, disse.

Parceria

O evento também marcou uma parceria entre a Secretaria Estadual da Saúde e o CRF-RS. A secretária estadual da Saúde, Sandra Fagundes, firmou um termo de cooperação técnica com o Conselho Regional de Farmácia. Entre os objetivos do termo de cooperação, estão a ampliação da assistência farmacêutica, controle sanitário e uso racional de medicamentos. A parceria se dará através de ações conjuntas entre a SES/RS e CRF na coleta de informações junto aos municípios do RS e Coordenadorias Regionais de Saúde. O trabalho será executado através de capacitações, consultorias e palestras, dentro de um constante canal de diálogo para a promoção do SUS no Rio Grande do Sul.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Valdeci, o onipresente, não compareceu. Vejam só. Um deputado estadual se oferece para lutar contra uma medida provisória assinada pela Dilma que reativa o artigo de uma lei assinada pelo Médici e desta forma dispensa a presença de farmaceutico em pequenas farmácias. Só faltou prometer asfalto no acesso a São Martinho. Mas isto fica para outro post no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo