EstadoSegurançaTrabalho

ESTADO. Policiais civis reagem a possíveis cortes do Governo. Trabalho parou totalmente nesta terça-feira

Policiais civis lotados na cidade também foram à Câmara de Vereadores, além de se...
Policiais civis lotados na cidade também foram à Câmara de Vereadores, além de se…

O Palácio Piratini, segundo todos os indícios e manifestações do governo, estuda a possibilidade de enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei que adia reajustes já garantidos por lei a servidores da segurança pública. Isso, mais os cortes realizados nos primeiros meses da gestão de José Ivo Sartori, nas horas extras e em outros custos do setor, levaram agentes penitenciários e servidores da Polícia Civil a paralisarem as atividades nesta terça-feira.

Em Santa Maria, conforme informações obtidas pelo editor, praticamente todos os 170 agentes lotados nas delegacias locais pararam entre 8 da manhã e 6 da tarde, atendendo tão somente flagrantes e urgências. O mesmo se repetiu na região, em que quase 400 agentes atuam.

Para sabe mais do movimento, em nível estadual, vale conferir o material publicado ainda na tarde passada, em meio à paralisação, pelo jornal eletrônico Sul21. As fotos são do Feicebuqui. Acompanhe:

...manterem totalmente paralisados nas delegacias, como na de Pronto Atendimento
…manterem totalmente paralisados nas delegacias, como na de Pronto Atendimento

Polícia Civil paralisa atividades contra cortes na segurança pública do RS

Policiais civis paralisaram as atividades nesta terça-feira (28) contra os cortes na área da segurança pública que já trazem conseqüências à população gaúcha. A interrupção dos serviços é o primeiro alerta ao governo e à sociedade sobre a gravidade da situação frente aos cortes de horas extras, promoções, efetivo e a instabilidade no pagamento dos salários. Além disso, os servidores anunciam forte mobilização contra a iniciativa do governador José Ivo Sartori (PMDB) de não cumprir os índices salariais aprovados no governo anterior, que elevam progressivamente os salários na segurança pública até 2018.

Desde as 8h, os policiais mantêm apenas regime de plantão para atendimento de casos graves nas delegacias do estado. Não estão circulando viaturas e também não estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão, de prisão, operações policiais, serviço cartorário, entrega de intimações, oitivas e demais procedimentos da polícia judiciária…

…“Estamos desde cedo parados e vamos seguir assim o dia todo. Conversando com os colegas, estão todos os servidores muito insatisfeitos. Os homicídios, arrombamento de caixas eletrônicos e brigas de gangues aumentaram muito”, conta o policial civil de Santa Maria, Pablo Mesquita…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo