Claudemir PereiraColunaPolítica

IMPRESSA. Na coluna desta quinta, CPIs na mira da Câmara de Vereadores. Parquímetros e Lixo são alvos

Você confere a seguir, na íntegra, a coluna do editor do sítio, publicada na edição desta quinta-feira, 16 de abril, no jornal A Razão:

A cena não é tão incomum assim, na região central da cidade (foto Divulgação/Arquivo)
A cena não é tão incomum assim, na região central da cidade (foto Divulgação/Arquivo)

Na mira de CPIs: lixo e parquímetros

O colunista é do tempo em que Comissões Parlamentares de Inquérito investigavam. Não raro, só depooois viravam alvo das autoridades policiais e judiciárias. Mudou. Hoje, as CPIs acabam apenas fazendo eco a trabalhos já realizados pelos outros poderes.

Não é o caso, porém, das que estão, digamos, em fase de gestação na Câmara de Vereadores. São fruto da insatisfação com um serviço (mal?)prestado e que encontraram vozes no Legislativo. Vale para a questão dos parquímetros, cujo contrato está na fase final e suspensa a licitação para saber quem passará a fazer o trabalho. E, também, para a coleta de lixo, que tem recebido inúmeras reclamações.

Tanto um caso quanto outro podem, sim, ser objeto de interesse da comunidade – e as CPIs, se de fato criadas, são ótimo instrumento para isso. Mérito para Deili Granvile (parquímetros) e Marcelo Bisogno (coleta de lixo), depositários das insatisfações públicas.

CONTRASSENSO

A coluna reitera: uma subcomissão de ética para avaliar a conduta de João Carlos Maciel, investigado pela Polícia Federal, só faria algum sentido se em casos anteriores o parlamento da comuna tivesse agido da mesma forma. Em relação, diga-se, ao próprio vereador peemedebista, inclusive por fatos que supostamente tiveram origem na Câmara. Assim como está, é jogar para a torcida. Palpite claudemiriano: parecer da Procuradoria será contrário à subcomissão. Atenção: palpite.

EM SILÊNCIO

Em algum momento, funcionalismo municipal receberá sua revisão salarial. Retroativa a 1º de março. O estranho, aqui, só o silêncio aparente das categorias.

AH, SE PUDESSEM

Ainda que por razões outras, não faltam deputados do PP, inclusive gaúchos, interessados em se mandar, após a Lava Jato. Se não perdessem o mandato, claro.

OS PRÊMIOS

Equívoco ocorre. E ontem foi um dia dele. Bola pra frente, mas, antes, eis a nota que deveria ter sido publicada aqui no lugar da que você leu, já com a devida atualização:

Antecipado segunda-feira pela coluna, o programa “Nota do Coração” foi apresentado ontem a contadores e empresários. A prefeitura aproveitou para falar também da Nota Fiscal Eletrônica – novidade que chega igualmente em maio à comuna. No primeiro caso, haverá prêmios também para empresas. A conferir.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo