Santa MariaTragédia

KISS. 27 meses depois, familiares ainda aguardam Justiça. Mais um minuto de palmas vai marcar a data

kiss seloNão há qualquer perspectiva de data para o julgamento dos denunciados pela morte dos 242 meninos e meninas, em decorrência do incêndio da boate Kiss. Exceto pela Justiça Militar, que cuida de eventuais culpas de bombeiros. E, na segunda-feira, se completam exatos 25 meses desde a tragédia.

A Associação dos Familiares das Vítimas e Sobreviventes (AVTSM) programa para, a partir das 9 da manhã, na Tenda da Vigília, junto ao Banrisul, na Praça Saldanha Marinho, um debate de familiares e amigos, acerca do andamento do processo criminal da Kiss. Também haverá, como tem ocorrido desde o primeiro mês após a tragédia, um minuto de palmas.

A atividade religiosa, também habitual a cada 30 dias, nesta vez ocorre às 7 da noite, na Igreja Episcopal Anglicana, na avenida Rio Branco 880.

ENQUANTO ISSO, a chamada Tenda da Vigília está sem energia elétrica, como noticia o portal EXTRA. De acordo com o Coordenador do Movimento do Luto à Luta, Flávio da Silva, também vice-presidente da AVTSM, em declaração ao repórter Fabrício Vargas, a energia que funcionava ali era oferecida através de uma parceria com a Prefeitura, a partir de um ponto na agência da Caixa Econômica Federal.

Flávio da Silva disse que a Prefeitura “não estaria disposta a disponibilizar um ponto de luz para os familiares das vítimas”. A falta de energia elétrica no local prejudica as atividades a ser desenvolvidas para lembrar os 25 meses decorridos desde a tragédia.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo