EducaçãoTrabalhoUFSM

UFSM. 90% dos 60 docentes que foram a assembleia aprovam indicativo de greve nacional. E param dia 29

Maior parte dos integrantes da assembleia aprovou as duas deliberações apresentadas
Maior parte dos integrantes da assembleia aprovou as duas deliberações apresentadas

São duas as decisões tomadas por ampla maioria dos cerca de 60 professores que participaram, hoje, de assembleia geral convocada pela Seção Sindical dos Docentes da UFSM. Uma é a aprovação do indicativo de greve nacional por tempo indeterminado, por conta de uma série de reivindicações da categoria, inclusive reposição salarial de 27,3%. Essa posição se juntará ao que decidiram as outras Universidades, para que o Sindicato Nacional (Andes) avalie neste final de semana.

A outra é a adesão, essa sim definitiva, ao movimento nacional convocado por centrais sindicais, de paralisação no dia 29 deste mês. O motivo é um protesto contra o projeto de terceirização e o ajuste fiscal.

Para destrinchar tudo isso, inclusive a convocação de uma nova assembleia para o dia 27, acompanhe o material produzido e distribuído pela assessoria de imprensa da Sedufsm. O texto é de Fritz R. Nunes, com foto de Bruna Homrich. A seguir:

Professores aprovam indicativo de greve para 29 de maio…

…Os docentes presentes à assembleia convocada pela Sedufsm, nesta quinta à tarde, no Auditório Sérgio Pires, no campus da UFSM, em Santa Maria, aprovaram o indicativo de greve para o dia 29 de maio. A decisão foi por maioria de votos, com seis contrários e uma abstenção. Aproximadamente 60 professores participaram da plenária, que aprovou ainda a adesão ao dia de paralisação nacional chamado pelas centrais sindicais, contra a terceirização e o ajuste fiscal, marcado para o dia 29 de maio.

A decisão tomada na UFSM será levada neste final de semana a Brasília, conforme decisão da assembleia, pelo professor Getúlio Lemos, diretor da Sedufsm. Na capital federal ocorre a reunião do Setor das Federais do ANDES-SN (Sindicato Nacional dos Docentes). Durante o encontro serão discutidos os posicionamentos de assembleias docentes do restante do país. E, dependendo do quadro nacional, uma data específica poderá ser indicada para deflagração de greve por tempo indeterminado. Na plenária coordenada pela Sedufsm, foi apontada nova data para assembleia, que ficou marcada para dia 27 de maio, quando se avaliará o resultado da reunião no ANDES-SN.

O presidente da Sedufsm, Adriano Figueiró, ressaltou que o processo de mobilização vem crescendo gradativamente, e tende a ampliar-se a partir do fato de que as negociações do conjunto dos servidores públicos federais (SPF) não têm avançado. Na manhã desta quinta, relatou Figueiró, representantes do Fórum de Entidades de Servidores estiveram reunidos com Sérgio Mendonça, da secretaria de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento. O encontro havia sido agendado para discutir parte da pauta do funcionalismo, que inclui, por exemplo, o estabelecimento de uma data-base para o segmento. Mais uma vez, no entanto, o governo não apresentou qualquer perspectiva quanto a atender essa reivindicação e, indo além, Mendonça não se comprometeu com data para nova reunião…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo