EconomiaNegócios

VEÍCULOS. Queda de 25% na venda de carros ‘zero’ em Santa Maria. Já o mercado de usados se garante

Os primeiros números de 2016, definitivamente, não são animadores em Santa Maria, no que toca a comercialização de carros (automóveis e comerciais leves) zero quilômetro. Conforme o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) foram emplacados na cidade, mês passado, 325 unidades. Isso significa 25% menos que o desempenho verificado em janeiro de 2015, quando o mercado local absorveu 435 carros “Zero”.

As concessionárias da boca do monte, porém, ainda que se mostrem preocupadas e alinhem, entre os motivos para a queda significativa, o fato de no ano passado ainda estarem restando veículos subsidiados com o IPI menor (o que ajudou bastante nas vendas), também tem uma compensação: aumentou bastante a comercialização de usados. Especialmente os seminovos, isto é, com até três anos de uso. Um revendedor disse a este escriba, num rasgo de entusiasmo, que “nunca vendeu tanto usado quanto neste janeiro”. Bueno…

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo