Destaque

EDUCAÇÃO. Magistério faz manifestação em frente à Coordenadoria. Mais duas escolas ocupadas na região

Cerca de 150 docentes da rede estadual, e também alunos do Cilon Rosa (que está ocupada), fizeram manifestação nesta terça. O…
Cerca de 150 docentes da rede estadual, e também alunos do Cilon Rosa (que está ocupada), fizeram manifestação nesta terça. O…

Por MAIQUEL ROSAURO,  da Assessoria de Imprensa do CPERS/Santa Maria

Mais de 150 professores, agentes educacionais e estudantes participaram da mobilização realizada pelo CPERS/Sindicato na manhã desta terça (24), em Santa Maria. O ato também ocorreu de forma simultânea em outras cidades gaúchas e teve por objetivo pressionar o governo Sartori (PMDB) a atender às reivindicações da categoria. Os educadores também solicitaram mais respeito e dignidade por parte do governo.

A concentração ocorreu na Praça da Locomotiva, local de partida da caminhada em direção à sede da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE). Durante o trajeto, os alunos que ocupam a Escola Cilon Rosa integraram a mobilização.

…ato acabou em frente à 8ª Coordenadoria Regional de Educação. Protesto foi pacifico. Nesta quarta tem mais atividades previstas
…ato acabou em frente à 8ª Coordenadoria Regional de Educação. Protesto foi pacifico. Nesta quarta tem mais atividades previstas

Em meio aos discursos realizados no ato, o professor Rafael Torres, membro da diretoria do 2º Núcleo do CPERS/Sindicato, ressaltou que a escola pública está sendo sucateada para benefício do setor privado.

“Estamos em busca de dignidade profissional para professores e alunos. É preciso parar com o sucateamento da rede estadual de ensino, pois educação não é mercadoria. Vamos intensificar o movimento, esta greve não tem hora para acabar”, afirmou.

Ao chegar à 8ª CRE, os professores foram recebidos pela coordenadora adjunta Jussara Canfield Finamor, que ao final do ato também teve a oportunidade de discursar. Ela afirmou que respeita o protesto da categoria, porém ouviu vaias quando comparou a docência ao sacerdócio e também quando pediu um documento com as reivindicações dos professores.

“Façam um documento, bem feitinho, sei que são capazes, com todas as reivindicações”, afirmou Jussara.

Para a diretora do 2º Núcleo do CPERS/Sindicato, Sandra Regio, a mobilização foi excelente e representativa, já que também estavam presentes dezenas de profissionais de escolas da região.

“Não queremos mais sofrer com este governo, que não realiza repasses para as escolas e ataca o IPE. O piso dos professores tem uma defasagem de 69,44%. Queremos mais respeito por parte do governo Sartori”, destacou Sandra.

Escolas de São Sepé e Silveira Martins são ocupadas por estudantes

Nesta terça, ocorreu um aumento na adesão à greve. O CIEP, de São Sepé, e a Escola Bom Conselho, de Silveira Martins, foram ocupadas pelos alunos. Em Santa Maria, as Cilon Rosa e Augusto Ruschi seguem ocupados.

Escolas de Formigueiro também aderiram ao movimento grevista nesta terça. Na região, ainda há escolas paralisadas em Dilermando de Aguiar e São Martinho da Serra. Em Santa Maria, 24 escolas estão total ou parcialmente paralisadas.

A greve dos professores estaduais foi aprovada na Assembleia Geral do CPERS, realizada em 13 de maio, em Porto Alegre. A paralisação segue por tempo indeterminado.

Agenda de eventos públicos

Quarta-feira (25) 

Às 9h, na Escola Padre Caetano, será apresentado o filme Pequeno Grão de Areia.

As escolas Margarida Lopes e Edna May Cardoso irão realizar o Ato em Defesa da Escola Pública, a partir das 9h30min. A caminhada irá partir de ambas as escolas em direção à rótula da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Às 13h30min, ocorrerá Manifesto pela Educação, na Escola Coronel Pilar. O ato será marcado por uma caminhada (o trajeto ainda não está definido) e contará com a participação de alunos, pais e professores.

A Escola Tancredo Neves realiza aulão sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), às 14h.

O Colégio Manoel Ribas (Maneco) terá atividades culturais, a partir das 14h, na praça em frente à escola.

30 de maio (segunda-feira)

Ato Público Estadual da Greve, às 10h, em frente ao Palácio Piratini, na Praça da Matriz, em Porto Alegre.

1º de junho (quarta-feira)

Às 14h, Mateada em defesa da Educação Pública, na Escola Dom Antônio Reis.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo